Menu
SADER_FULL
quarta, 23 de setembro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Recapeamento avança em direção ao Parque das Nações em Dourados

17 Ago 2010 - 07h01Por Fátima News com Assecom

As obras de recapeamento começaram a avançar em direção ao Parque das Nações I Plano. Na manhã de ontem, segunda-feira (16), as máquinas da empreiteira responsável pela obra começaram a fazer a ligação do Monumento ao Colono à Rua Wilson Pinho, de onde o serviço segue para a Rua Honduras até ao novo túnel da BR-163, no acesso ao Parque II.

Paralelo a esse trabalho, está em conclusão o recapeamento do prolongamento da Avenida Marcelino Pires até ao Monumento ao Colono e também na Rua Presidente Vargas, a partir da Rua Ponta Porã até ao início da MS-156, na saída para Itaporã.

Todo esse projeto de recapeamento está absorvendo recursos da ordem de R$ 10 milhões, liberados pelo governo do Estado a pedido do prefeito Ari Artuzi. Essa foi a única forma que a atual administração municipal encontrou para recuperar boa parte das vias urbanas sem condições de tráfego. “Nós tivemos que recorrer a recursos estaduais porque a prefeitura não tem condições financeiras para realizar esse trabalho e a cidade não tinha mais como esperar”, explicou o prefeito.

Por vários anos as vias de Dourados não tiveram manutenção e chegaram ao nível crítico de não permitir sequer o tapa-buracos, pelo grau de deterioração do asfalto. O prefeito lembra que o prolongamento da Marcelino Pires, por conta das ondulações na pista (borrachudos), chegou a provocar vários acidentes. “Hoje aquele trecho está um verdadeiro tapete e nós vamos deixar desse mesmo jeito várias outras ruas da cidade, onde o tráfego de veículos é intenso”, afirmou Artuzi.

Na Presidente Vargas a atual administração municipal fez um dos primeiros recapeamentos com recursos próprios, em um dos pontos mais danificados. No entanto, ficaram outros locais na própria avenida que somente agora, com esses recursos, estão sendo restaurados.

Nas ruas Wilson Pinho e Honduras a situação não é diferente de muitas outras em função da falta de manutenção. São vias de grande fluxo de veículos que serão praticamente reconstruídas. “Essa obra está mais para asfalto novo do que para recapeamento”, afirmou o prefeito.
Cronograma
Os responsáveis pela empreiteira que executa as obras já adiantaram o cronograma de recuperação das vias urbanas. Eles citaram que, através de outras frentes de trabalho, serão beneficiadas já nos próximos dias as ruas Bela Vista (que liga a região sul da cidade ao centro), Ponta Porã e na sequência a Josué Garcia Pires (antiga W-11), Coronel Ponciano e outras consideradas prioritárias.

O prefeito comentou que já está em busca de novos recursos que possibilitem a restauração de vias de menor movimento e também para construção de asfalto novo nos bairros.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Yan e um comparsa renderam mãe e filha na rua CRIMINOSO
Bandido morto pela PM arrancou família de carro e agrediu mulher uma semana antes
O diesel não sofreu reajuste. + ALTA
Gasolina sobe 4% nas refinarias, anuncia Petrobras
O total de mortes causadas por covid-19 chega a 138.108, um acréscimo de 0,6% sobre a soma de segunda Saúde
Covid-19: Brasil tem 33,5 mil novos casos e 836 mortes em 24 horas
HERANÇA PORTUGUESA
A herança portuguesa na vida cotidiana do Brasil
Os beneficiários nascidos em janeiro  3,9 milhões de pessoas  poderão sacar AJUDA FINANCEIRA
Caixa paga nova parcela do auxílio emergencial para 5,6 milhões de pessoas
o maior programa de assistência aos mais pobres no Brasil e talvez um dos maiores do mundo PRESIDENTE NA ONU
Bolsonaro diz que brasileiros receberam mil dólares de auxílio
Imagem: Reprodução/Balanço Geral Londrina FUGA EM MASSA
Presos fogem de cadeia após surto de Covid-19
Material estava dentro de uma bexiga e enrolado com fita isolante PROFUNDEZAS DO CRIME
8 celulares e outros materiais são retirados do ânus de preso
Na Pandemia, filas são imensas na CEF de Fátima do Sul-MS AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa libera hoje saques do auxílio emergencial para mais 3,6 milhões
uma greve foi deflagrada em protesto contra uma proposta de privatização da estatal e pela manutenção de benefícios trabalhistas. CORREIOS
Após 5 dias de greve, os Correios devem retornar por determinação do TST