Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 23 de setembro de 2020
SADER_FULL
Busca
ZANZI
Brasil

Rafael Faria escreve sobre os Exercícios Físicos Regulares

14 Set 2010 - 18h00Por Rafael Faria

Exercício Físico Regular

 

 

Prof. MSc. Rafael Faria Corrêa*

 

Nos últimos anos, tem sido observadas alterações nos padrões alimentares dos indivíduos, decorrentes de modificações na estrutura econômica, social, demográfica e de saúde, fenômeno esse definido como “transição nutricional” de modo que, atualmente a obesidade é a patologia nutricional que mais tem crescido em prevalência, não apenas nos países ricos, mas também nos países em desenvolvimento, representando uma doença complexa de fatores relacionados com o comportamento, o meio ambiente e também fatores genéticos, os quais podem influenciar as respostas individuais relativas à dieta e à prática de Exercícios Físicos.

 

 A inatividade física, o sedentarismo, o uso inadequado dos alimentos, o “comer” noturno, uso de medicamentos, estresse, entre outros vários fatores, contribuem para o aumento da obesidade. Os fatores promotores da obesidade são de causas genéticas, nutricionais, endócrinas, hipotalâmicos, farmacológicas e o sedentarismo, estando também relacionada à administração de insulina e de glicocorticóides. Este processo leva ao aumento das células adiposas e também aumento do número dessas células. Assim o tamanho final dos depósitos adiposos dependeria da interação entre a carga genética, fatores ambientais e hormonais que influenciariam o número e o tamanho de tais reservas.

 

O sedentarismo e o excesso de peso são problemas interdependentes e que podem ser reduzidos com um estilo de vida ativo fisicamente. O peso excessivo está relacionado a um maior risco de mortalidade e morbidez, incluindo doença aterosclerótica, coronariana, hipertensão, diabetes não insulino-dependente e outras enfermidades.  Grande parte da população teme a obesidade apenas por achá-la fora dos padrões de beleza, desconhecendo os problemas relacionados com a saúde.

 

O aumento da obesidade no Brasil torna-se relevante ao verificar-se que este aumento apesar de estar distribuído em todas as regiões do país e nos diferentes estratos socioeconômicos da população, é proporcionalmente mais elevado entre as famílias de baixa renda, isso pode ser explicado pelo fato de que os alimentos que apresentam maiores teores de gorduras são mais baratos.

 

O exercício físico promove vários benefícios à saúde, dentre os quais podemos citar a composição corporal, pois com o aumento da massa magra e diminuição da gordura corporal, aumenta a eficiência de trabalho, melhora a aparência física, menor incidência de problemas de doenças relacionados à obesidade, entre outros.

 

Após o exercício, o consumo de oxigênio permanece acima dos níveis de repouso por um determinado período de tempo, denotando maior gasto energético durante este período, acarretando em um aumento no gasto calórico diário. A prática regular de exercício físico de forma planejada e programada como caminhar, nadar, pedalar, fazer aulas de hidroginástica, com a duração das sessões variando entre 20-60 minutos, de forma contínua ou não, pelo menos 3-5 sessões de exercícios por semana, numa intensidade de 50-85 por cento do consumo máximo de oxigênio (VO2 max), ou 60-90 por cento da freqüência cardíaca máxima mostram-se ideais para a melhora de doenças crônicos degenerativas.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Só queria que me entendessem sem preconceito! PRECONCEITO
Jovem é expulso de casa ao assumir namoro com mulher trans
Yan e um comparsa renderam mãe e filha na rua CRIMINOSO
Bandido morto pela PM arrancou família de carro e agrediu mulher uma semana antes
O diesel não sofreu reajuste. + ALTA
Gasolina sobe 4% nas refinarias, anuncia Petrobras
O total de mortes causadas por covid-19 chega a 138.108, um acréscimo de 0,6% sobre a soma de segunda Saúde
Covid-19: Brasil tem 33,5 mil novos casos e 836 mortes em 24 horas
HERANÇA PORTUGUESA
A herança portuguesa na vida cotidiana do Brasil
Os beneficiários nascidos em janeiro  3,9 milhões de pessoas  poderão sacar AJUDA FINANCEIRA
Caixa paga nova parcela do auxílio emergencial para 5,6 milhões de pessoas
o maior programa de assistência aos mais pobres no Brasil e talvez um dos maiores do mundo PRESIDENTE NA ONU
Bolsonaro diz que brasileiros receberam mil dólares de auxílio
Imagem: Reprodução/Balanço Geral Londrina FUGA EM MASSA
Presos fogem de cadeia após surto de Covid-19
Material estava dentro de uma bexiga e enrolado com fita isolante PROFUNDEZAS DO CRIME
8 celulares e outros materiais são retirados do ânus de preso
Na Pandemia, filas são imensas na CEF de Fátima do Sul-MS AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa libera hoje saques do auxílio emergencial para mais 3,6 milhões