Menu
SADER_FULL
terça, 30 de novembro de 2021
Busca
Brasil

PT tenta trazer Dilma para reunião partidária em dezembro em MS

30 Out 2009 - 13h00Por Mídia Max

Em entrevista hoje pela manhã, durante o lançamento da obra da Orla Morena, em Campo Grande, o senador Delcídio do Amaral revelou que o partido tenta trazer a ministra Dilma Rousseff para evento na Capital ainda neste ano. O PT tenta organizar uma “reunião ampla” para o dia 13 de dezembro, e o senador já fez contatos com a assessoria da ministra tentando agendar sua vinda.

Dilma viria como militante do partido em agenda exclusivamente política. A presença da ministra representaria uma overdose de motivação nos filiados, que têm pela frente uma batalha difícil no ano que vem: a tentativa de retomar o governo do Estado.

Entretanto, a aparição de Dilma ao lado do pré-candidato petista Zeca poderia significar o rompimento definitivo com o PMDB no Estado. O governador André Puccinelli, candidato à reeleição, exige que o PT retire a candidatura ao governo para dar seu apoio à ministra. Caso contrário, o PMDB de Mato Grosso do Sul ameaça votar contra a aliança nacional com o PT na convenção do partido, que acontece em junho.

A ministra Dilma Rousseff tem assumido cada vez mais a pose de candidata em suas viagens oficiais, a despeito de continuar firme no posto chave do governo Lula. A oposição faz duras críticas de uso indevido da máquina pública, acusa tanto o presidente Lula quanto a ministra de inventar agendas para disfarçar compromissos estritamente políticos.

Delcídio defende essa postura da ministra, acha que ela deve, sim, permanecer no cargo até o último dia permitido por lei (abril do ano que vem), e paralelamente tratar, também, da organização de sua campanha.

O senador sugere que Dilma escolha uma comissão para tratar da candidatura, composta por agentes políticos do PT e dos partidos que já declararam apoio à ministra (casos do PMDB e do PDT), e também por publicitários e demais profissionais cuja experiência vá somar na organização da campanha.

Lula

Já sobre a possibilidade da vinda de Lula ao Estado em janeiro do ano que vem, como querem os deputados federais Antônio Carlos Biffi e Vander Loubet, Delcídio acha pouco provável. Até porque, em janeiro é mês de férias das autoridades (assim como de boa parte das classes média e alta brasileiras).

Mas o senador não descarta a vinda do presidente em outra data, para agenda mais ampla que a proposta por Vander e Biffi (restrita ao setor da Educação, com visitas à Escola Técnica de Nova Andradina e à Universidade Federal da Grande Dourados).

Delcídio disse que foi consultado pela assessoria do presidente sobre a implantação da rede de coleta de esgoto de Bonito, que abrange 100% das moradias. O gabinete da Presidência solicitou informações sobre a obra, feita com recursos federais, e Delcídio vê no gesto o interesse do presidente de estar presente na entrega.

Zeca

O senador falou também sobre a pré-candidatura de Zeca do PT. O ex-governador tem resistido aos pedidos de oficializar logo a condição de pré-candidato, em ato público, dizendo que há tempo para isso. Delcídio acha que seria o ideal Zeca assumir definitivamente o figurino de candidato, até para fazer cessar os boatos de que ele não vá concorrer ao governo.

Leia Também

PIX SAQUE
Pix Saque começa hoje:comércio vê nova ferramenta como chamariz para clientes,mas teme por segurança
TRAGÉDIA NA LINHA DO TREM
vítima comemorou aniversário do marido um dia antes de morrer com a filha em acidente com trem
COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil registra 229 óbitos e 9,2 mil novos casos
# PREVENIR É O REMÉDIO
Covid-19: Brasil registra 303 mortes e 12.126 casos em 24 horas
DESESPERO
Vídeo: veja momento em que calçada cede e pessoas caem em rio
PÂNICO NO AEROPORTO
Vídeo mostra passageiros gritando e muito desespero em avião da Azul; veja
EMBOSCADA
Jovem morre após ser atingida por tiro na cabeça
# PREVENIR É O REMÉDIO
Covid -19 casos sobem para 22,043 milhões e mortes, para 613,3 mil
ESTUPRO DE VUNERALVEL
Menina de 11 anos conta para avô que é estuprada pelo padrasto
CRUELDADE
Justiça nega exame de insanidade a mulher que esquartejou filho