Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 10 de julho de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

PT é despreparado para o poder, afirma oposição

7 Jul 2004 - 07h20
Um discurso do senador Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA) criticando o privilégio de governistas na liberação de recursos orçamentários transformou a sessão do Senado ontem à tarde em palco para ataques ao governo.

Nos discursos, foram defendidas desde a criação de uma CPI até uma "rebelião" do Congresso, que não votaria mais nada até que a situação fosse modificada.

O governo assumiu até anteontem o compromisso de repassar R$ 438 milhões para obras e investimentos que deputados e senadores incluíram no Orçamento da União. Aliados do Planalto tiveram carimbadas 59,7% do valor das emendas apresentadas. Os oposicionistas obtiveram empenho de só 21,3% das propostas.

"O presidente Lula tem responsabilidade de dirigir um país e não um partido. Não é mais presidente de sindicato. Ele não dá o valor devido ao Congresso porque era acostumado a dirigir sindicatos", disse ACM, iniciando os ataques.

O critério de liberação de emendas é uma das razões para a oposição no Senado obstruir a votação dos projetos referentes às PPPs (Parcerias Público-Privadas) e às leis de Biossegurança e de Informática. A oposição concordou em votar só o texto básico da reforma do Judiciário e as leis de Diretrizes Orçamentárias e de Falências, esta última votada ontem.

Cruzamento de dados do Siafi (sistema de acompanhamento dos gastos federais), atualizados até o dia 3, com a população das cidades mostra que as 18 capitais com prefeitos governistas fizeram convênios para investimentos de R$ 235 milhões, que resultarão no repasse de R$ 16,5 por habitante. As oito capitais governadas pela oposição celebraram convênios para receberem o repasse de R$ 4,6 por habitante, num total de R$ 29 milhões. O dia 3 foi o limite para emendas serem empenhadas e repassadas antes das eleições.

"A grande conclusão é que esse pessoal não estava preparado para o poder. Não têm condição psicológica e não sabem usar o poder de forma generosa", disse o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE).

O líder do PSDB, senador Arthur Virgílio (PSDB-AM), afirmou que o partido vai protocolar uma representação no Ministério Público contra os ministros que distorceram a aplicação de recursos e contra o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, por corrupção.

"Isso é uma desfaçatez. Como o Congresso pode suportar isso sem reação enérgica? O Brasil não é propriedade de um grupo político", disse o líder do PDT, Jefferson Péres (AM), que defendeu a criação de CPI, uma representação no Supremo Tribunal Federal ou uma rebelião do Congresso.

O presidente do PSDB e candidato a prefeito de São Paulo, José Serra, chamou de "clientelismo" e "manipulação do gasto público" o critério do governo. "O que havia de mais atrasado na política brasileira volta a pleno vigor", disse, na nova sede tucana, em Brasília.

Aloizio Mercadante (PT-SP), líder do governo, rebateu. Citou dados de 1996 para dizer que a gestão FHC usava o mesmo critério. Segundo ele, naquele ano, o PFL liberou 52,1% de suas emendas; o PSDB, 47%; o PDT, 16,6%; e o PT, 15,7%. Em 1998, foram 61% para o PFL, 56,1% para o PSDB, 25% para o PDT e 15% para o PT.

Para desqualificar as acusações de ACM, Mercadante disse que o deputado ACM Neto (PFL-BA) foi beneficiado com empenhos de R$ 7 milhões e liberou R$ 733 mil. O senador do PFL negou isso.
 
Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

VÍTIMAS DE COVID-19
Mãe de médico morre horas após o filho e dois dias após o pai, vítimas da covid
VÍTIMA DE COVID-19
Covid tira de cena um dos últimos montadores do carro brasileiro
CD TRIBUTO AO PADRE ZEZINHO
No ano em Padre Zezinho faz 79 anos, Manoel Caires lança seu primeiro CD 'Tributo ao Padre Zezinho'
PAGAMENTO DO AUXILIO
Confira o calendário para saque em dinheiro do auxílio emergencial
AUXILIO EMERGENCIAL
Governo vai liberar mais 1,5 milhão de auxílios. Saiba como reclamar se o seu for negado
NÚMEROS DA ÚLTIMAS 24H
Os números da covid-19 no Brasil, atualizados diariamente
RECUPERAÇÃO
Dinho Ouro Preto revela sequelas após covid-19, ele já teve gripe suína e dengue
SOS SAUDE
Em 24 horas, nove pessoas morrem em casa pela covid-19 sem atendimento médico
BORA PRA BONITO - MS???
Bonito (MS) irá operar com tarifa de baixa temporada até 18 de dezembro e descontos de até 60%
BONITO - MS - REABERTURA COM SEGURANÇA
Hotel Águas de Bonito te espera com toda segurança e responsabilidade, bora pra Bonito (MS)?