Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 8 de março de 2021
SADER_FULL
Busca
Brasil

Proporção de fumantes acima dos 18 anos cai de 16,2% para 15,1% em 5 anos no Brasil

1 Jun 2011 - 13h49Por Ministério da Saúde

De 2006 a 2010, a proporção de fumantes acima dos 18 anos caiu de 16,2% para 15,1% no Brasil.

Parece pouco, mas o índice representa uma redução expressiva em relação a 1989, quando a Pesquisa Nacional de Saúde e Nutrição (PNSN), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apontou 34,8% de adultos fumantes no Brasil.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) institui, desde 1987, o 31 de maio como Dia Mundial Sem Tabaco.

Os dados do Ministério da Saúde apontam que, nos últimos cinco anos, a queda mais consistente foi observada nos homens, que em geral fumam mais do que as mulheres.

Na população masculina, o percentual caiu de 20,2% para 17,9%, entre 2006 e 2010, enquanto na feminina, o índice apresenta-se estável no período, em 12,7%.

Da mesma forma, o número de fumantes passivos diminuiu no último ano. Esse indicador começou a ser avaliado a partir de 2009, quando a pesquisa apontou que 13,3% dos brasileiros não-fumantes moram com pelo menos uma pessoa que costuma fumar dentro de casa.

Em 2010, o índice baixou para 11,7%. Além disso, 11,4% das pessoas que não fumam convivem com pelo menos uma pessoa que fuma no local de trabalho.

Outro viés importante na análise dos dados de tabagismo no Brasil diz respeito à escolaridade.

Quanto menor o tempo de estudo, maior a chance de a pessoa ser fumante. O percentual de fumantes entre pessoas com até 8 anos de estudo é de 18,6%. Entre os que estudaram 12 anos ou mais, 10,2%.

Todos esses dados fazem parte da pesquisa Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), que desde 2006 é realizada pelo Ministério da Saúde nas 27 capitais, em parceria com o Núcleo de Pesquisa em Nutrição e Saúde da Universidade de São Paulo (Nupens/USP). Este ano, o Vigitel foi divulgado em 18 de abril.

Acordo internacional pra frear consumo

Este ano, o tema central do Dia Mundial sem Tabaco é a Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco (CQCT) – um tratado internacional, assinado por 172 países, que se comprometeram a aderir às determinações da OMS para reduzir o consumo de cigarro e derivados do tabaco.

No Brasil, o órgão responsável pela CQCT é a Comissão Nacional para Implementação da Convenção-Quadro (Conicq), que reúne 17 ministérios. Em 2005, o Congresso Nacional ratificou a adesão do Brasil à CQCT.

Grande parte das medidas da Convenção-Quadro já estavam implementadas na ocasião, o que hoje se traduz em resultados positivos, como os números apresentados pelo Vigitel 2010.

Porém, ainda há determinações pendentes, como o aperfeiçoamento da Lei 9.294/96, que proíbe fumar em lugares coletivos fechados, mas permite a existência de fumódromos.

A Convenção-Quadro recomenda a proibição total do fumo em recintos coletivos fechados como a melhor forma de proteção contra o tabagismo passivo.

No Senado, o projeto de lei número 315, que tramita desde 2008, ainda não foi votado, apesar de ter recebido parecer favorável nas comissões de Constituição e Justiça e de Assuntos Sociais

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRISTEZA E COMOÇÃO
Vitimas da Covid-19, pai e filho são sepultados no dia
AUXILIO POPULAÇÃO
Auxílio emergencial: valores serão de R$ 175, R$ 250 e R$ 375, diz Guedes
SOS MATO GROSSO
Mato Grosso anuncia colapso e pede socorro, mas estados dizem que não têm vaga para ajudar
ELEGIVEL
Fachin anula condenações de Lula e petista volta a ser elegível
100 CONTROLE
Petrobras aumenta preços e gasolina pode atingir R$ 6 em Campo Grande
100 UTI = OBITO
Ministério da Saúde prevê 3 mil mortes por dia por covid-19 nas próximas duas semanas
TRISTEZA NA FAMILIA
'Não tem UTI,amo vcs':a história por trás do tuíte viral que revela mensagens de mãe morta por covid
DISPARO ACIDENTAL
Assessor em fazenda do cantor Leonardo morre vitima de tiro acidental
VIOLENCIA DOMESTICA
Vítima de violência doméstica escreve bilhete com pedido SOS em agência bancária: 'Ele tá ai fora'
ALERTA AO CPF
Confira se o seu CPF foi usado de maneira IRREGULAR por desconhecidos