Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 13 de maio de 2021
Busca
Brasil

Projetos ambientais de MS são contemplados pela Petrobras

4 Nov 2010 - 15h32Por Conjuntura Online

Dois projetos de Mato Grosso do Sul foram selecionados pelo Programa Petrobras Ambiental e irão receber recursos para o desenvolvimento de ações de conservação e recuperação de matas nas áreas rurais. Na semana passada e Companhia anunciou que entre os 928 inscritos na Seleção Pública 2010, 44 foram escolhidos e dois são do Estado. No total, serão R$ 78,2 milhões destinados a iniciativas em todo o País.

Foram selecionados o projeto “Ilhas Verdes”, do (IASB Instituto das Águas da Serra da Bodoquena) e o projeto “BRPPN: Gerando Serviços Ambientais”, da Associação de Proprietários de Repams  (Reservas Particulares de Mato Grosso do Sul). Os projetos irão atuar com recuperação de áreas degradadas e conservação de florestas e áreas naturais, respectivamente.

Com atuação desde 2003, a Repams trabalha a fixação de carbono e o controle de emissões em áreas de preservação ambiental. O Estado tem hoje 37 áreas de conservação e o projeto irá atender sete, que foram escolhidas por já terem um plano de manejo. A coordenadora do projeto, Cyntia Cavalcante Santos, informa que o objetivo é apoiar o produtor rural que conserva uma parte de sua área, principalmente porque há dificuldade e altos custos para a manutenção dessas áreas. “Nosso lema diz que quem conserva merece apoio e se apoiarmos agora, esse será o primeiro passo para trabalharmos outras áreas”, sustenta.

O outro projeto selecionado, o Ilhas Verdes, irá atuar com recuperação de áreas degradadas visando a redução de custos dessa recuperação em até 50%. O trabalho será concentrado em seis hectares da Bacia do Rio Mimoso, em Bonito. De acordo com a coordenadora do projeto, Liliane Lacerda, é importante mostrar as possibilidades através de ações piloto. “Quando atuamos em uma propriedade ela passa a ser modelo para as outras, e assim, a busca por preservação do ambiente vai sendo transmitida a todos da região beneficiada”, destaca.

Os dois projetos irão trabalhar também com a educação ambiental para a população dos arredores das áreas contempladas. O objetivo é conquistar o apoio dos moradores das proximidades tanto para o que já estará sendo feito como para que a degradação não venha a acontecer novamente. Tanto Cyntia quanto Liliane afirmam que sem ajuda, os produtores rurais que detém essas áreas de conservação encontram dificuldades para realizar todos os procedimentos corretamente. “Agora é trabalhar e aproveitar bem o recurso conquistado”, finaliza Liliane.

PPA
 
 Desde que foi criado, em 2003, o Programa Petrobras Ambiental já patrocinou centenas de projetos, tendo alcançado dezenas de bacias e ecossistemas em cinco biomas brasileiros: Amazônia, Mata Atlântica, Caatinga, Cerrado e Pantanal. Suas ações já envolveram diretamente 3,6 milhões de pessoas, além de mais de 820 parcerias, 240 publicações, 4.354 cursos e palestras e o estudo de mais de cinco mil espécies nativas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada