Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 27 de fevereiro de 2021
SADER_FULL
Busca
Brasil

Projeto prevê exigência de CNH para compra de veículos em MS

4 Mai 2011 - 14h31Por Conjuntura

Projeto do deputado Marquinhos Trad (PMDB) em tramitação na Assembleia Legislativa de MS prevê que, na compra de veículos novos ou usados, os comerciantes passem a exigir a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) dos clientes.

De acordo com a proposta, a apresentação da CNH, pelo comprador, será considerada indispensável no ato da aquisição do veículo, sendo vedada a comercialização de veículos, caso a pessoa não seja habilitada.

O parlamentar esclareceu que os veículos e as vias são construídos para facilitar a circulação de pessoas e riquezas, e a engenharia cria constantemente novas condições de segurança aos mesmos.

“Para haver harmonia entre três elementos é necessário também que o homem esteja preparado a transitar com segurança”, argumentou o peemedebista.

A empresa ou concessionária que descumprir a lei sofrerá a multa de 300 Uferms (Unidades Fiscais Estaduais de Referência de Mato Grosso do Sul), conforme o projeto. No caso de reincidência o valor sobre para 600 Uferms.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CARCERE PRIVADO
Homem é preso por cárcere privado e violência doméstica após mulher pedir socorro com foto nas redes
NOVO AUXILIO
Presidente afirma Auxílio emergencial deve voltar em março, com parcelas de R$ 250
ALERTA EPIDEMIOLÓGICO
Covid-19: Brasil registra 1.541 mortes em 24 horas
MUNDO DO CRIME
Após morrer de Covid-19 no mesmo dia, casal tem oficina invadida e furtada
TRISTEZA NA FAMILIA
Pai e filho morrem de Covid-19 com poucas horas de diferença
CNH GRÁTIS
CNH Grátis: 8 mil carteiras gratuitas liberadas pelo DETRAN; inscreva-se
FINAL DA COPA DO BRASIL
Quem será o campeão da Copa do Brasil?
DIVIDA PÚBLICA
Dívida pública sobe em janeiro e atinge R$ 5,06 trilhões
ALÔ NAÇÃO RUBRO-NEGRA
VÍDEO: 'Jorge' o Urubu queridinho de Culturama viraliza nas redes sociais da Nação Rubro-Negra
LOCKDOWN
Com explosão de casos de covid, e 14 deputados infectados A. Legislativa volta a fechar as portas