Menu
SADER_FULL
segunda, 21 de junho de 2021
Busca
Brasil

Projeto de Paulo Duarte combate exploração sexual em MS

27 Out 2009 - 13h36Por Diário MS
Projeto de Lei de autoria do deputado estadual Paulo Duarte (PT), apresentado na sessão desta terça-feira (27/10) na Assembleia Legislativa, pretende combater o abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes em Mato Grosso do Sul. O projeto prevê o combate à exploração sexual por pessoas jurídicas titulares de benefícios ou incentivos fiscais.

De acordo com o projeto, as empresas que recebem incentivos fiscais do governo do Estado e que possuem um número de empregados superior a 100, trabalhando direta ou indiretamente, devem capacitar seus funcionários, periodicamente, para que sejam capazes de identificar o crime de exploração sexual de crianças e adolescentes, além de informá-los sobre os mecanismos de denúncia no município ou região em que se encontram. A lei se aplica também a empresas que recebem Incentivo Especial à Interiorização dos Empreendimentos Econômicos Produtivos e de Benefícios Adicionais ou Especiais, previstos nos artigos 13 e 14 da Lei Complementar nº 93, de 5 de novembro de 2001.

A capacitação dos funcionários deverá ser realizada semestralmente ou a cada vez que o quadro de pessoal da empresa aumentar, em pelo menos, 25 novos empregados, prevalecendo o que ocorrer primeiro. Para ministrar a capacitação, as empresas deverão convidar representantes do Conselho Tutelar do município e do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente. A fiscalização do cumprimento da lei deverá ser realizada anualmente por servidores técnicos da Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social.

Segundo Duarte, no Estado, como é amplamente divulgado pelos meios de comunicação, os casos de exploração sexual infantil ocorrem, em sua grande maioria, nos municípios com forte atividade turística, nas regiões onde existem destilarias de álcool e plantações de cana-de-açúcar e em grandes canteiros de obras, e que parte considerável das grandes empresas que se enquadram nesse perfil é titular de benefícios ou incentivos fiscais. “Por esse motivo o Poder Público deve estabelecer políticas de combate à exploração sexual de crianças e adolescentes, que envolvam essas empresas e seus empregados”, disse o parlamentar.

O projeto prevê ainda que, as empresas deverão afixar em locais visíveis de suas dependências e alojamentos o número do telefone do “disque denúncia” de exploração de crianças e adolescentes. A empresa que descumprir a lei terá seu benefício ou incentivo suspenso ou cancelado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

VIOLENCIA DOMESTICA
Menina de 12 anos furta bisavô e leva 10 chibatadas da mãe por ordem do CV
MILIONÁRIO
Aposta única fatura prêmio de R$ 7 milhões da Mega-Sena
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa paga hoje 3ª parcela do auxílio emergencial para nascidos em março
LUTO NA MÚSICA
Cantora gospel que defendia tratamento precoce morre de Covid-19 após ter os pulmões comprometidos
VIDEO
Cliente carrega mangueira sem perceber e bomba pega fogo em posto de combustível de Foz do Iguaçu
AÇÕES DO GOVERNO MS
Reinaldo Azambuja propõe projeto com Itaipu para combater assoreamento nos rios Iguatemi e Amambai
COPA X VIRUS
'Desse jeito, o vírus vai levantar a taça', diz deputado após 52 infectados na Copa América
FAMOSIDADES
Apresentador mostra fotos de viagens românticas com filha de Faustão e se declara
SEIS DIAS DE TERROR
Homem mata uma família e aterroriza moradores em seis dias de fuga deixando rastros de crimes
TRISTEZA E COMOÇÃO
Jovem engenheiro morre em acidente com moto e comove cidade