Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 22 de janeiro de 2021
Busca
Brasil

Projeção de analistas para a inflação oficial chega a 5,79%, na 11ª alta seguida

21 Fev 2011 - 13h22Por Agência Brasil

Analistas do mercado financeiro consultados pelo Banco Central (BC) elevaram pela 11ª semana seguida a projeção para a inflação oficial este ano.

A estimativa para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) passou de 5,75% para 5,79%, segundo o boletim Focus, publicação do BC divulgada toda segunda-feira.

Para 2012, a estimativa para esse índice também subiu, ao passar de 4,70% para 4,78%. As projeções para o IPCA estão acima do centro da meta de inflação de 4,5%, estabelecida pelo Conselho Monetário Nacional.

Essa meta tem margem de 2 pontos percentuais para mais ou para menos, ou seja, o limite superior é de 6,5% e o inferior, de 2,5%.

Cabe ao BC perseguir a meta de inflação e para isso, a instituição usa como principal instrumento de controle da demanda por bens e serviços a taxa básica de juros, a Selic.

Quando considera que a economia está muito aquecida, com trajetória de inflação em alta, o BC eleva a Selic, que atualmente está em 11,25% ao ano.

Por isso, os analistas esperam que a Selic encerre 2011 em 12,50% ao ano. Já na próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do BC, marcada para os dias 1º e 2 de março, os analistas esperam que essa taxa suba para 11,75% ao ano. Para o final de 2012, a expectativa para a Selic é de retorno ao atual patamar (11,25% ao ano).

A pesquisa do BC também traz projeções para o Índice de Preços ao Consumidor da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (IPC-Fipe). Para este ano, a estimativa passou de 5,47% para 5,53%. Para 2012, a projeção subiu de 4,64% para 4,67%.

A estimativa para o Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI), neste ano, passou de 6,28% para 6,56%. Para 2012, subiu de 4,67% para 4,84%.

Para o Índice Geral de Preços de Mercado (IGP-M), em 2011, a estimativa foi alterada de 6,33% para 6,51%. Para 2012, a projeção permanece em 4,70%.

A estimativa dos analistas para os preços administrados subiu de 4,40% para 4,45%, em 2011, e permanece em 4,50%, no próximo ano.

Os preços administrados são aqueles cobrados por serviços monitorados, como combustíveis, energia elétrica, telefonia, medicamentos, água, educação, saneamento, transporte urbano coletivo, entre outros

Deixe seu Comentário

Leia Também

GANGUE DO TIJOLO
Menores entre 13 e 17 anos formam bando e fazem 'arrastão'; veja vídeo
LUZ DO DIA
Empresário é executado com três tiros dentro de carro
SELFIE DA MORTE
Professora tenta tirar selfie e morre afogada ao cair no mar
tratamento precoce prefeito curitiba 100 TRATAMENTO
"Estão no Cemitério", diz prefeito de Curitiba sobre pessoas que usaram tratamento precoce Covid-19
A CASA CAIU
Mulher invade casa e flagra namorado fazendo sexo com outra; veja vídeo
LINHA DE FRENTE
'Ele lutou até o final', diz irmã de médico de 28 anos, após quase um mês morreu de Covid-19
SEU BOLSO
Litro da gasolina sobe R$ 0,15 nas refinarias da Petrobras
ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Na calada da noite, namorado da avó estupra criança de 12 anos e é espancado por vizinhos
CONCURSO PÚBLICO
Concurso da Aeronáutica somam com as 21 mil vagas em outros concursos que a semana oferece
DEU RUIM
Jovem é atingido por raio enquanto usava celular no banheiro