Menu
SADER_FULL
sábado, 19 de junho de 2021
Busca
Brasil

Programa “Minha Casa, Minha Vida” terá 1,2 mil unidades em Dourados

4 Dez 2009 - 07h01Por Diário MS
A CEF (Caixa Econômica Federal) já autorizou a construção de nove empreendimentos pelo programa “Minha Casa, Minha Vida”, criado pelo governo federal para incentivar a aquisição de casa própria, especialmente pela população de baixa renda. Em Dourados, os empreendimentos irão totalizar 1.234 casas, que devem começar a ser entregues no final de 2010.
Segundo a CEF, levando em conta o número de habitantes – 181.869, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) –, Dourados é o município com o maior volume de projetos residenciais já aprovados. Em todo o Estado, são 36 empreendimentos.
Segundo o superintendente regional da CEF, Paulo Antunes, nove projetos já foram assinados, com verba garantida para início e conclusão das obras. Ele explica que a maior parte dos contratos foi assinada em outubro e novembro, mas em alguns locais os trabalhos já começaram.
A maior parte dos projetos, segundo ele, é destinada a famílias que ganham até três salários mínimos. São empreendimentos grandes, um deles com 447 unidades. Neste caso, o valor cobrado é referente a 10% da renda familiar. “Quem indicam os candidatos são a prefeitura ou o governo do Estado, mas é a Caixa quem define os critérios de distribuição, conforme a renda e a necessidade da família”, explica ao lembrar que o imóvel é registrado em nome da esposa.
Em Dourados, os empreendimentos já aprovados pela CEF liberam a construção de 1.086 casas para este público. No entanto, o número de inscritos é muito maior – segundo a secretaria municipal de Obras, são 13.086 famílias na fila.
O programa “Minha Casa, Minha Vida” também aceita o financiamento de imóveis para pessoas com renda acima de três salários mínimos. Neste caso, os empreendimentos são construídos por empresas particulares, que vendem os imóveis na planta, com garantia de financiamento pela CEF. “A empreiteira define o valor e compra quem quiser. Vale a pena porque a taxa de juros é muito baixa, de até 5% ao ano, com pagamento em até 30 anos. Na maior parte dos casos, o valor fica mais baixo do que um aluguel”, explica o superintendente.

ESTADO

Segundo números da CEF, dobrou o total de recursos liberados para a habitação pela CEF em MS. O programa contemplou oito mil famílias com renda mensal de até 10 salários mínimos no Estado, com a aquisição de imóveis avaliados entre R$ 80 mil e R$ 100 mil.
De janeiro a novembro deste ano, a Caixa liberou cerca de R$ 500 milhões para o financiamento habitacional no Estado, principalmente, impulsionado pelo programa Minha Casa Minha Vida. Segundo Antunes, o valor já é 78% superior aos R$ 280 milhões liberados em 12 meses do ano passado.
Impulsionado pelo programa, que dá subsídio de até R$ 17 mil, as agências da Caixa estão liberando de 20 a 24 casas por dia no Estado. Com base nos valores divulgados, isto significa a liberação de R$ 1,6 milhão a R$ 2,4 milhões por dia no Estado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LUTO NA MÚSICA
Cantora gospel que defendia tratamento precoce morre de Covid-19 após ter os pulmões comprometidos
VIDEO
Cliente carrega mangueira sem perceber e bomba pega fogo em posto de combustível de Foz do Iguaçu
AÇÕES DO GOVERNO MS
Reinaldo Azambuja propõe projeto com Itaipu para combater assoreamento nos rios Iguatemi e Amambai
COPA X VIRUS
'Desse jeito, o vírus vai levantar a taça', diz deputado após 52 infectados na Copa América
FAMOSIDADES
Apresentador mostra fotos de viagens românticas com filha de Faustão e se declara
SEIS DIAS DE TERROR
Homem mata uma família e aterroriza moradores em seis dias de fuga deixando rastros de crimes
TRISTEZA E COMOÇÃO
Jovem engenheiro morre em acidente com moto e comove cidade
MUI AMIGO
Homem obriga mulher de amigo a fazer sexo oral e leva surra em delegacia
DOENÇA DO SÉCULO
Homem de 33 anos deixa carta de despedida e tenta pular de ponte
ABSURDO
Família registra boletim de ocorrência após vitima de covid ser sepultado em cemitério errado