Menu
SADER_FULL
terça, 27 de julho de 2021
Busca
Brasil

Produção de veículos cresce 17,5% no ano no país e bate novo recorde

8 Set 2010 - 15h23Por Folha Online

A produção de veículos no país cresceu 17,5% no acumulado dos oito primeiros meses do ano na comparação com o mesmo período em 2009, atingindo a fabricação de 2,406 milhões de unidades e batendo novo recorde. A maior marca até então (2,324 milhões) havia sido contabilizada em 2008.

De acordo com os dados divulgados pela Anfavea (associação das montadoras) nesta quarta-feira, em agosto foram produzidos 329.092 automóveis, comerciais leves, ônibus e caminhões, com incremento de 3,4% ante julho e 11,5% no confronto com igual intervalo em 2009, ano que teve o desempenho afetado pelo agravamento da crise econômica mundial.

Essa quantidade representa o segundo maior resultado mensal da série histórica, ficando atrás apenas de março (339,7 mil) e logo à frente de maio (323,9 mil).

Já as exportações tiveram acréscimo de 73,2% no acumulado do ano, totalizando 489.236 veículos. Considerando apenas agosto, as vendas para o mercado externo (65.436) tiveram queda de 1,5% na comparação com o mês passado e expansão de 42,8% em relação a agosto de 2009.

O número de empregados nas montadoras somou ao final do mês passado 114.793 trabalhadores, superando o patamar contabilizado em julho (114.317). Levando em conta também os funcionários em fabricantes de máquinas agrícolas, a indústria empregava 132.978 pessoas, também acima dos 132.011 registrados no mês anterior.

VENDAS

As vendas de veículos novos no país apresentaram expansão de 21,2% em agosto, no confronto com o mesmo intervalo no ano passado, batendo o recorde para o mês com o emplacamento de 312,8 mil unidades. Já no confronto com julho, os licenciamentos cresceram 3,5%.

No acumulado dos oito primeiros meses deste ano, também foi contabilizada uma nova marca, com o emplacamento de 2,195 milhão de veículos, o que representa um acréscimo de 10,1% sobre igual período em 2009, que detinha o recorde até então.

FINANCIAMENTO

Apesar da expansão nas vendas, impulsionada pela oferta de crédito, a taxa de inadimplência na carteira de CDC (Crédito Direto ao Consumidor) para aquisição de veículos pelos consumidores recuou pelo 13º mês consecutivo, atingindo 3,4% em julho, de acordo com o último levantamento da Anef (Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras), que engloba todo o mercado.

A análise considera atrasos acima de 90 dias. Em julho do ano passado, a taxa havia sido de 5,3%, ainda como reflexo do agravamento da crise.

Segundo a pesquisa, a taxa média de juros praticada pelos bancos ficou em 1,81% ao mês em julho, com elevação no confronto com junho (1,78%), mas recuo na comparação com o mesmo mês no ano passado (2,01%).

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL - 550.502 MORTES
Covid-19: país ultrapassa 550 mil mortes e tem 19,7 milhões de casos
COVID 19 NO BRASIL
Brasil registra 19,68 milhões de casos de covid-19 e 549,92 mil mortes
Foto: Mycchel Legnaghi - São Joaquim online PREVISÃO DO TEMPO
Maior frio do ano? Temperaturas negativas, geada e até neve!
TRABALHO ESCRAVO
Aliciamento de crianças: família de líderes religiosos é presa em operação da polícia
ATO OBSCENO
Homem é detido após entrar nu em culto evangélico
TRAIÇÃO
Vídeo: Mulher flagra marido com travesti dentro do carro e 'pancadaria come solta'
COVID 19 NO BRASIL
Brasil tem 1 órfão por covid a cada 5 minutos: 'Pensamos que crianças não são afetadas, mas sim
SELEÇÃO OLIMPICA
Brasil ameaça passeio em estreia contra a Alemanha, mas desperdiça chance de goleada histórica
TRAGÉDIA NO RIO
Barco vira com nove pessoas matando 3 crianças e 3 adultos
REVOLTA
Mulher tem parte do rosto destruído por ataque de pitbull sem coleira; assista