Menu
SADER_FULL
quarta, 12 de maio de 2021
Busca
Brasil

Produção de gás quase dobra em 2006

7 Dez 2004 - 14h55
Quando o gasoduto que vai ligar Camamu a São Francisco do Conde ficar pronto, daqui a pouco mais de um ano, a produção de gás natural na Bahia vai quase dobrar, passando de seis para 11 milhões de metros cúbicos por dia. As obras só terminam em 2006, mas ontem o consórcio vencedor da licitação para a exploração da bacia promoveu o lançamento do Projeto Manati, que reúne a Petrobras, a Petroserv e a Queiroz Galvão.

“É um enorme incremento na oferta de gás, especialmente para a Bahia, mas também para o Nordeste. Algo que será ampliado ainda mais com a futura conclusão do Gasene (Gasoduto Sudeste-Nordeste)”, avalia o presidente da Petrobras, José Eduardo Dutra. Ele garantiu que a empresa tomou todos os cuidados necessários para evitar agressões ao meio-ambiente. O gasoduto é visto com preocupação por ambientalistas, que temem prejuízos à natureza, especialmente na Baía de Camamu.

Em termos econômicos, o governo estadual festeja a obra. “A demanda pelo gás natural na Bahia está reprimida”, salienta o governador Paulo Souto, ao analisar a importância da entrada em operação do Projeto Manati. Algo que poderia se agravar, pois sem contar com esse empreendimento, a produção de gás natural no Estado, que atualmente está em seis milhões de metros cúbicos diários, cairia para cinco em janeiro de 2006, por conta do esgotamento natural dos poços.

O governo do Estado calcula que, entre indústrias, comércio, automóveis e residências, há um potencial de comercialização de pelo menos mais dois milhões de metros cúbicos de gás natural por dia. A indústria é a principal consumidora do produto, sobretudo as siderúrgicas e as empresas do Pólo Petroquímico de Camaçari.

Todo o gás produzido pelo consórcio será vendido à Bahiagás, uma estatal baiana, que repassará o produto para empresas e residências. “A Constituição estabelece que a distribuição de gás natural tem que ser feita pelos governos estaduais”, explicou o vice-governador e secretário estadual de Infra-estrutura, Eraldo Tinoco.

CONSUMO CRESCE – A Petrobras estima que até 2010 o consumo de gás natural no Brasil deve crescer cerca de 14% ao ano. Para satisfazer essa demanda, o País precisa investir nos próximos anos US$ 3,5 bilhões na construção de gasodutos. Apenas no Gasene, que vai ligar o norte do Estado do Rio de Janeiro à cidade baiana de Catu, serão investidos US$ 1,2 bilhão, dinheiro financiado por um banco chinês. “Tanto a China quanto o Japão manifestaram interesse em financiar as obras, mas as condições de financiamento oferecidas pelos chineses foram mais favoráveis (ao Brasil)”, declarou Dutra.

O governador Paulo Souto aproveitou o momento de sua fala, antes da inauguração simbólica, para sugerir à Petrobras que aumente a participação da Bahia na construção de estaleiros. “A Baía de Todos os Santos tem um enorme potencial para a indústria naval”, declarou Souto, após elogiar a utilização pela empresa de um estaleiro em São Roque do Paraguaçu.

Sobre o Projeto Manati, o governador traçou um paralelo com a descoberta de petróleo na Bahia. “Não sei se quem trabalhou no poço de Lobato conseguiu imaginar que o petróleo teria uma importância tão grande na economia do Estado. Espero que hoje estejamos assistindo a um fato semelhante”, declarou Souto.

O presidente da Petrobras, por sua vez, denotou que a empresa está alterando o seu perfil de atuação. “Se consolida não só como uma empresa de petróleo, mas cada vez mais como de energia”, afirmou.

O Projeto de Manati é um empreendimento que engloba a produção, o escoamento e tratamento do gás natural extraído do Campo de Manati, na Baía de Camamu. O consórcio deve gastar cerca de US$ 370 milhões no empreendimento. Durante a obra, serão criados cerca de mil postos temporários de trabalho. Quando estiver concluída, a estação deve empregar 60 operários.
 
 
Perfil News

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada
TERROR NA CRECHE
Sob forte emoção moradores de Saudades realizam velório coletivo das vítimas do ataque à creche
CHEGANDO FORTE
Frio chega com força e provoca geada no Sul
TERROR EM CRECHE
Jovem invade escola e mata três crianças e duas funcionárias