Menu
SADER_FULL
terça, 14 de julho de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Produção de café deve atingir 38 milhões de toneladas

16 Ago 2004 - 15h06
A produção brasileira de café deve atingir 38,264 milhões de sacas na safra 2004/2005, segundo o terceiro levantamento divulgado nesta sexta-feira, dia 13, pela Conab - Companhia Nacional de Abastecimento. A estimativa anterior previa uma colheita entre 36,1 milhões a 40,46 milhões de sacas.

A previsão reflete um ano de alta produtividade das lavouras, a chamada bianualidade. Na última safra com a mesma característica, em 2002/2003, foram colhidas 48,48 milhões de sacas. Em 2003/2004, um ano de baixa produtividade, o Brasil colheu 28,82 milhões de sacas.

O secretário de Produção e Comercialização, Linneu Costa Lima, alertou que as chuvas ocorridas entre maio e início de julho nos estados de São Paulo, Paraná e sul de Minas Gerais prejudicaram a colheita. Entre maio e julho de 2003, os cafeicultores haviam colhido mais de 17 milhões de sacas, ou 59% da produção. Neste ano, foram colhidas apenas 12,2 milhões de sacas – 33% da produção.

– O atraso na colheita afeta a qualidade do café e impede uma avaliação do impacto no rendimento do produto, que ainda não está pronto para ser beneficiado – diz.

O secretário alertou que a situação pode se agravar ainda mais com o início das chuvas em setembro, quando o café ainda estará sendo colhido em algumas regiões produtoras. O último levantamento da safra de café 2004/2005 será divulgado no dia 10 de dezembro.Na ocasião, também serão conhecidos os primeiros números da safra 2005/2006.

Apesar do cenário de colheita prejudicada pelas chuvas, o diretor do Departamento do Café, Vilmondes Olegário, faz uma avaliação positiva de recuperação dos preços em virtude do ajuste atual do mercado. Em 2002, quando o país colheu 48 milhões de sacas, o preço médio de exportação do café era de US$ 46,23 a saca. A forte queda nas cotações devido ao excesso do produto no mercado internacional provocaram, à época, o endividamento do setor.

Em dois anos, houve um equilíbrio entre a oferta e a demanda, levando a uma recuperação dos preços. Entre janeiro e julho de 2003, o Brasil exportou 14,2 milhões de sacas, o que gerou uma receita de US$ 798 milhões. No primeiro semestre deste ano, apesar de ter exportado 13,9 millhões de sacas – ou 298 mil a menos –, as receitas chegaram a US$ 1,029 bilhão.

Este ano, o governo colocou à disposição do setor cafeeiro vários mecanismos de apoio à produção e comercialização. São R$ 2,15 bilhões destinados à cafeicultura, entre as quais linhas de financiamento para estocagem, por meio dos Empréstimos do Governo Federal (EGF), Linha Especial de Crédito (LEC), prorrogação de dívidas e equalização das opções privadas de 2 milhões de sacas.

 

Globo Rural

Deixe seu Comentário

Leia Também

AUXILIO EMERGENCIAL
Liberados saques e transferências para aprovados no 3º lote
VITIMA DA COVID 19
Cantor morre de covid-19 após sogro e sogra; esposa está em isolamento
CAOS NA SAUDE
MT está perdendo a guerra para o coronavírus; nós subestimamos a doença
TRAGEDIA NO CONDOMÍNIO
Adolescente que matou amiga treina tiro esportiva há 3 anos com o pai
VIOLENCIA DOMESTICA
Mulher tem rosto desfigurado após ser agredida e pisoteada pelo marido bêbado
CORONAVIRUS AVANÇA
Brasil tem 72.234 mortes por Covid-19, segundo consórcio de veículos da imprensa em boletim das 13h
BONITO - DICAS AGÊNCIA
Como fazer Snorkel em Bonito MS, o que ver, o que fazer e o que não!
PANDEMIA CORONAVIRUS
Filho de ex-jogador famoso vende geleias e não vê o pai há nove anos
SOB INVESTIGAÇÃO
Maria Aldenir lutou com assassino, mas viu a filha ser morta com 24 facadas
AVANÇO DA PANDEMIA
Mais 903 casos e 33 mortes por coronavírus foram registrados em 24h em MT