Menu
SADER_FULL
sábado, 15 de maio de 2021
Busca
Brasil

Produção de café deve atingir 38 milhões de toneladas

16 Ago 2004 - 15h06
A produção brasileira de café deve atingir 38,264 milhões de sacas na safra 2004/2005, segundo o terceiro levantamento divulgado nesta sexta-feira, dia 13, pela Conab - Companhia Nacional de Abastecimento. A estimativa anterior previa uma colheita entre 36,1 milhões a 40,46 milhões de sacas.

A previsão reflete um ano de alta produtividade das lavouras, a chamada bianualidade. Na última safra com a mesma característica, em 2002/2003, foram colhidas 48,48 milhões de sacas. Em 2003/2004, um ano de baixa produtividade, o Brasil colheu 28,82 milhões de sacas.

O secretário de Produção e Comercialização, Linneu Costa Lima, alertou que as chuvas ocorridas entre maio e início de julho nos estados de São Paulo, Paraná e sul de Minas Gerais prejudicaram a colheita. Entre maio e julho de 2003, os cafeicultores haviam colhido mais de 17 milhões de sacas, ou 59% da produção. Neste ano, foram colhidas apenas 12,2 milhões de sacas – 33% da produção.

– O atraso na colheita afeta a qualidade do café e impede uma avaliação do impacto no rendimento do produto, que ainda não está pronto para ser beneficiado – diz.

O secretário alertou que a situação pode se agravar ainda mais com o início das chuvas em setembro, quando o café ainda estará sendo colhido em algumas regiões produtoras. O último levantamento da safra de café 2004/2005 será divulgado no dia 10 de dezembro.Na ocasião, também serão conhecidos os primeiros números da safra 2005/2006.

Apesar do cenário de colheita prejudicada pelas chuvas, o diretor do Departamento do Café, Vilmondes Olegário, faz uma avaliação positiva de recuperação dos preços em virtude do ajuste atual do mercado. Em 2002, quando o país colheu 48 milhões de sacas, o preço médio de exportação do café era de US$ 46,23 a saca. A forte queda nas cotações devido ao excesso do produto no mercado internacional provocaram, à época, o endividamento do setor.

Em dois anos, houve um equilíbrio entre a oferta e a demanda, levando a uma recuperação dos preços. Entre janeiro e julho de 2003, o Brasil exportou 14,2 milhões de sacas, o que gerou uma receita de US$ 798 milhões. No primeiro semestre deste ano, apesar de ter exportado 13,9 millhões de sacas – ou 298 mil a menos –, as receitas chegaram a US$ 1,029 bilhão.

Este ano, o governo colocou à disposição do setor cafeeiro vários mecanismos de apoio à produção e comercialização. São R$ 2,15 bilhões destinados à cafeicultura, entre as quais linhas de financiamento para estocagem, por meio dos Empréstimos do Governo Federal (EGF), Linha Especial de Crédito (LEC), prorrogação de dívidas e equalização das opções privadas de 2 milhões de sacas.

 

Globo Rural

Deixe seu Comentário

Leia Também

SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada