Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 25 de julho de 2024
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Busca
Brasil

Primo de Bruno diz ter sido ameaçado por Macarrão

17 Jul 2010 - 10h09Por R7

Sérgio Rosa Sales, que está preso por ser suspeito de ter participado do desaparecimento de Eliza Samudio, disse ter sido ameaçado de morte se revelasse o crime, registra a transcrição do depoimento prestado nesta quinta-feira (15) à Polícia Civil de Minas Gerais. Sales afirmou que Luiz Henrique Ferreira Romão, mais conhecido como Macarrão, foi quem lhe deu o ultimado.

“O Macarrão me ameaçou dizendo que se eu abrisse o bico, eu já sabia o que ia acontecer comigo”, registra a transcrição do depoimento dado ao delegado Edson Moreira, que comanda a investigação do caso. Na versão de Camelo, como Sales é mais conhecido, Macarrão o ameaçou duas vezes.

Camelo, 22 anos, é primo do goleiro Bruno Fernandes, ex-amante de Eliza e suspeito de elaborar o plano para executar Eliza – ele seria o principal interessado por causa de uma disputa de paternidade. No depoimento, Camelo disse que exceto por ele próprio, Bruno e Dayanne Souza, ex-mulher de Bruno,
todos os suspeitos estiveram com Eliza no suposto momento em que ela morreu. No primeiro depoimento, Camelo disse que Bruno estava no grupo que possivelmente executou a ex-amante do goleiro Bruno.

Camelo e Macarrão têm já brigaram outras vezes. Em um depoimento anterior, dado no dia 8 de julho, Camelo diz que Macarrão o separou de Bruno em 2008. A mãe de Camelo, Angela Maria Rosa Sales,
relatou à reportagem da Rede Record que o filho morou na casa do goleiro por cerca de cinco anos e só saiu de lá por ciúmes de Macarrão, que também foi morar na residência. 

O primo do goleiro contou que a briga definitiva com o goleiro se deu em um quiosque na praia do Recreio, no Rio de Janeiro, quando Macarrão teria insinuado que Camelo furtava dinheiro do atleta. O registro das declarações de Camelo sobre a desavença descreve da seguinte forma: “O declarante [Camelo] estava tomando chopp e Macarrão contou a Bruno o seguinte: “Ó, o Camelo não ta tomando chopp, ele ta trocando a bebida pelo dinheiro. Com isso o Bruno brigou comigo e a partir de então, Bruno me mandou embora do Rio de Janeiro, de volta para Belo Horizonte” (sic). Tanto Bruno quanto Camelo nasceram na periferia de BH.

Três meses depois da briga, Bruno e Macarrão teriam voltado a conversar.

A reportagem do R7 não conseguiu contato com os advogados que representam Macarrão e Camelo. 

Macarrão foi levado a delegacia nesta sexta-feira (16) para prestar seu segundo depoimento, mas, instruído por seu advogado, não
respondeu as questões da polícia.

Participe do nosso canal no WhatsApp

Clique no botão abaixo para se juntar ao nosso novo canal do WhatsApp e ficar por dentro das últimas notícias.

Participar

Leia Também

Saúde
A Revolução no Combate ao HIV com a nova injeção de Lenacapavir
unsplash.com/pt-br/fotografias PORTO ALEGRE = RS
Explore Porto Alegre: A Capital Gaúcha
Evento
Veja as 3 Galerias de fotos do público e shows de Ana Castela e DJ Kevin em Jateí-MS!
Vem aí o Fátima Fest 2024, com rodeio, parque, fogueira ecológica e shows nacionais em Fátima do Sul
Jatei-MS
Entrevistas com o Prefeito Eraldo Jorge Leite e o Presidente da Câmara e Vereador Tiquinho em Jateí

Mais Lidas

FRIO - (Foto: Divulgação / Governo MS)ELE TÁ VOLTANDO
Frio volta com tudo e mínimas podem ficar abaixo de 5°C; confira na PREVISÃO
Morta carbonizada a caminho de Nova Andradina havia completado 30 anos nesta semana / Nova NewsTRAGÉDIA NAS ESTRADAS
TRAGÉDIA: Morta carbonizada a caminho de Nova Andradina havia completado 30 anos nesta semana
IAGRO - Foto: IagroIAGRO - CONCURSO
Governo de MS publica abertura de CONCURSO da IAGRO com 29 vagas para médico veterinário
Letícia foi presa e na delgacia confessou o crime; Fotos: Leandro Holsbach/Ligado Na NotíciaCRIME EM MS
CRIME: Mulher confessa e diz ter matado oficial de Justiça esfaqueado e carbonizado por dívida
GLÓRIA DE DOURADOS - LEILÃO
Justiça leiloa 04 terrenos com lances a partir de R$ 35 mil em Glória de Dourados