Menu
SADER_FULL
quinta, 17 de junho de 2021
Busca
Brasil

Presos mantêm greve de fome em Santa Catarina

18 Nov 2009 - 16h02Por G1

Os detentos de cinco unidades prisionais de Santa Catarina mantêm a greve de fome nesta quarta-feira (18). Nos presídios regionais de Joinville (SC), Itajaí (SC) e da Penitenciária de São Pedro de Alcântara (SC), o protesto é feito desde segunda-feira (16). Na terça-feira (17), os detentos dos presídios regionais de Tijucas (SC) e Blumenau (SC) também aderiram.

Os presos reivindicam benefícios. Eles querem que a Justiça avalie saídas temporárias, direto ao regime semiaberto e revisão da pena de alguns presos. 

Joinville

No Presídio Regional de Joinville, apenas cem dos 630 detentos na unidade não aderiram ao manifesto. Café da manhã, almoço e jantar foram jogados fora. O diretor da unidade, Jonas Alberto Cavanhol, não especificou a quantidade de comida desperdiçada.

Desde domingo (15), a segurança foi reforçada no local, pois a direção foi avisada pelo Departamento de Administração Prisional (Deap) de que poderia haver tumulto. Normalmente, entre três e seis policiais militares fazem o trabalho no presídio. Nesta semana são 15 homens.

Os procedimentos normais, como visitas não foram alterados na unidade, já que a manifestação é pacífica.

As detentas do presídio, que também estão sem comer, pedem uma conversa com o juiz da execução penal, Silvio José Franco. Elas reclamam da superlotação. O local abriga 124 mulheres, mas tem capacidade para 80 vagas.

As detentas querem conversar com o magistrado antes do mutirão que será realizado no presídio. Entre 30 de novembro e 4 de dezembro uma equipe multidisciplinar visitará a unidade para analisar processos.

Blumenau

Em Blumenau, cerca de 730 dos 745 presos estão sem comer, segundo o diretor do Presídio Regional de Blumenal, Antonio de Moura. A entrada de sacolas e visitas foram proibidas na unidade por medida de segurança. 

São Pedro de Alcântara

Na Penitenciária de São Pedro de Alcântara, cerca de 900 dos quase 1,2 mil detentos também estão sem comer desde segunda-feira. Apenas os presos no pavilhão 1 da unidade, cerca de 300, não concordam com a greve de fome e continuam, inclusive, trabalhando nas oficinas. 

Itajaí

No Presídio Regional de Itajaí, 415 dos 669 detentos rejeitaram as refeições. A Justiça determinou a transferência de presos por causa da superlotação.

O juiz-corregedor da 3ª Vara Criminal da cidade, Carlos Roberto da Silva, proibiu, na noite de segunda, a entrada de novos presos, atendendo ao pedido do Ministério Público (MP) de Santa Catarina, e limitou a capacidade em 500 detentos. A unidade foi construída para abrigar 198 detentos.

Além disso, todos os presos já condenados devem ser transferidos imediatamente para penitenciárias do Estado, já que o presídio deve abrigar apenas detentos provisórios, ou seja, os que não foram julgados e condenados. 

Protesto

O diretor do Deap, Nilson da Silva, disse na segunda-feira que a greve de fome é um direito que os presos têm de reivindicar. Foram tomadas medidas de segurança nas unidades prisionais apenas para evitar que o movimento tome proporções de rebelião.


De acordo com ele, a intenção dos detentos é apressar o judiciário. O departamento já estava sabendo que a greve de fome seria iniciada, pois interceptou a correspondência de um preso.


(*com informações do Jornal de Santa Catarina, Diário Catarinense e A Notícia)

Deixe seu Comentário

Leia Também

VIDEO
Cliente carrega mangueira sem perceber e bomba pega fogo em posto de combustível de Foz do Iguaçu
AÇÕES DO GOVERNO MS
Reinaldo Azambuja propõe projeto com Itaipu para combater assoreamento nos rios Iguatemi e Amambai
COPA X VIRUS
'Desse jeito, o vírus vai levantar a taça', diz deputado após 52 infectados na Copa América
FAMOSIDADES
Apresentador mostra fotos de viagens românticas com filha de Faustão e se declara
SEIS DIAS DE TERROR
Homem mata uma família e aterroriza moradores em seis dias de fuga deixando rastros de crimes
TRISTEZA E COMOÇÃO
Jovem engenheiro morre em acidente com moto e comove cidade
MUI AMIGO
Homem obriga mulher de amigo a fazer sexo oral e leva surra em delegacia
DOENÇA DO SÉCULO
Homem de 33 anos deixa carta de despedida e tenta pular de ponte
ABSURDO
Família registra boletim de ocorrência após vitima de covid ser sepultado em cemitério errado
ANTECIPAÇÃO
Governo antecipa pagamento de parcelas do auxílio emergencial