Menu
SADER_FULL
segunda, 29 de novembro de 2021
Busca
Brasil

Presos mantêm greve de fome em Santa Catarina

18 Nov 2009 - 16h02Por G1

Os detentos de cinco unidades prisionais de Santa Catarina mantêm a greve de fome nesta quarta-feira (18). Nos presídios regionais de Joinville (SC), Itajaí (SC) e da Penitenciária de São Pedro de Alcântara (SC), o protesto é feito desde segunda-feira (16). Na terça-feira (17), os detentos dos presídios regionais de Tijucas (SC) e Blumenau (SC) também aderiram.

Os presos reivindicam benefícios. Eles querem que a Justiça avalie saídas temporárias, direto ao regime semiaberto e revisão da pena de alguns presos. 

Joinville

No Presídio Regional de Joinville, apenas cem dos 630 detentos na unidade não aderiram ao manifesto. Café da manhã, almoço e jantar foram jogados fora. O diretor da unidade, Jonas Alberto Cavanhol, não especificou a quantidade de comida desperdiçada.

Desde domingo (15), a segurança foi reforçada no local, pois a direção foi avisada pelo Departamento de Administração Prisional (Deap) de que poderia haver tumulto. Normalmente, entre três e seis policiais militares fazem o trabalho no presídio. Nesta semana são 15 homens.

Os procedimentos normais, como visitas não foram alterados na unidade, já que a manifestação é pacífica.

As detentas do presídio, que também estão sem comer, pedem uma conversa com o juiz da execução penal, Silvio José Franco. Elas reclamam da superlotação. O local abriga 124 mulheres, mas tem capacidade para 80 vagas.

As detentas querem conversar com o magistrado antes do mutirão que será realizado no presídio. Entre 30 de novembro e 4 de dezembro uma equipe multidisciplinar visitará a unidade para analisar processos.

Blumenau

Em Blumenau, cerca de 730 dos 745 presos estão sem comer, segundo o diretor do Presídio Regional de Blumenal, Antonio de Moura. A entrada de sacolas e visitas foram proibidas na unidade por medida de segurança. 

São Pedro de Alcântara

Na Penitenciária de São Pedro de Alcântara, cerca de 900 dos quase 1,2 mil detentos também estão sem comer desde segunda-feira. Apenas os presos no pavilhão 1 da unidade, cerca de 300, não concordam com a greve de fome e continuam, inclusive, trabalhando nas oficinas. 

Itajaí

No Presídio Regional de Itajaí, 415 dos 669 detentos rejeitaram as refeições. A Justiça determinou a transferência de presos por causa da superlotação.

O juiz-corregedor da 3ª Vara Criminal da cidade, Carlos Roberto da Silva, proibiu, na noite de segunda, a entrada de novos presos, atendendo ao pedido do Ministério Público (MP) de Santa Catarina, e limitou a capacidade em 500 detentos. A unidade foi construída para abrigar 198 detentos.

Além disso, todos os presos já condenados devem ser transferidos imediatamente para penitenciárias do Estado, já que o presídio deve abrigar apenas detentos provisórios, ou seja, os que não foram julgados e condenados. 

Protesto

O diretor do Deap, Nilson da Silva, disse na segunda-feira que a greve de fome é um direito que os presos têm de reivindicar. Foram tomadas medidas de segurança nas unidades prisionais apenas para evitar que o movimento tome proporções de rebelião.


De acordo com ele, a intenção dos detentos é apressar o judiciário. O departamento já estava sabendo que a greve de fome seria iniciada, pois interceptou a correspondência de um preso.


(*com informações do Jornal de Santa Catarina, Diário Catarinense e A Notícia)

Leia Também

COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil registra 229 óbitos e 9,2 mil novos casos
# PREVENIR É O REMÉDIO
Covid-19: Brasil registra 303 mortes e 12.126 casos em 24 horas
DESESPERO
Vídeo: veja momento em que calçada cede e pessoas caem em rio
PÂNICO NO AEROPORTO
Vídeo mostra passageiros gritando e muito desespero em avião da Azul; veja
EMBOSCADA
Jovem morre após ser atingida por tiro na cabeça
# PREVENIR É O REMÉDIO
Covid -19 casos sobem para 22,043 milhões e mortes, para 613,3 mil
ESTUPRO DE VUNERALVEL
Menina de 11 anos conta para avô que é estuprada pelo padrasto
CRUELDADE
Justiça nega exame de insanidade a mulher que esquartejou filho
MANIACO SEXUAL
Homem é filmado passando a mão em mulher no meio da rua
+ AUMENTO
Conta de luz deve subir mais de 20% no ano que vem, estima ANEEL