Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 11 de abril de 2021
Busca
Brasil

Presos casais que aplicaram golpes em Dourados e Amambai

21 Ago 2004 - 09h58

Maria Lindalva da Silva, Rosângela Werk, 36 anos, Augusto Proencia da Silva (marido da primeira), 38 anos, e Ademar Urékio, 35 anos, todos moradores em Ponta Porã, foram presos em flagrante hoje em Dourados. Eles aplicaram vários golpes no comércio de Dourados e Amambai. O prejuízo ultrapassa a casa dos R$ 10 mil.

Rosângela, o marido e o outro casal passaram vários cheques sem fundos, sacado em uma agência em Ponta Porã. Ela usava identidade falsa, onde colou uma foto, em nome de Maria Helena Mendonça.

Entre as lojas lesadas estão, a Insinuante (R$ 700), Tim Celulares (R$ 1.282),  Ótica Bella Center ( R$ 2.300), Casas Bahia ( R$ 850), Equilíbrio Modas (R$ 1.284) e Kanguru (R$ 1.060).

Os dois casais foram presos em flagrante quando voltaram a uma loja de Informática onde haviam adquirido um computador. Quando retornaram hoje para levar a mercadoria foram detidos por equipe chefiada pelo delegado Oduvaldo de Oliveira Pompeu que já pediu a prisão temporária dos quatro.

 

Dourados Agora

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVO CÓDIGO DE TRANSITO
Novo Código de Trânsito entra em vigor na segunda-feira; veja mudanças
LOCKDOWN É A SOLUÇÃO?
Araraquara X Bauru: dois retratos do Brasil com e sem lockdown contra a covid-19
AGRICULTURA SUSTENTAVEL NO MUNDO
II Congresso Mundial de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta deve receber 1 mil inscrições
MORTANDADE
Brasil bate marca de 4 mil mortes por Covid registradas em um dia pela 1ª vez
COPA LIBERTADORES
Santos vence o San Lorenzo na Argentina e abre vantagem por vaga nos grupos da Libertadores
FATALIDADE
Técnico de informática morre após levar choque a partir de fone de ouvido
CANALHA
Pai comete estupro e diz que filha precisa saber "como é ter um homem"
SOB INVESTIGAÇÃO
Cantor gospel e pastor é encontrado morto e amarrado em árvore
CONTAMINAÇÃO
Igrejas superam mercado e consultório médico em risco de transmissão de Covid-19, aponta estudo
CRISE NA PANDEMIA
Número de brasileiros que vivem na pobreza quase triplicou em seis meses, diz FGV