Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 19 de janeiro de 2021
Busca
CAMPO GRANDE

Preso açougueiro que matou a ex-esposa na Capital

Alzir de posse de uma faca, abordou sua ex-mulher desferiu varios golpes na mesma

20 Mai 2011 - 07h34Por Correio do Estado

Investigadores lotados na Poliner prenderam ontem (19), Alzir da Silva Filho, com 46 anos de idade, em cumprimento a mandado de prisão preventiva da 2ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande 

Investigador plantonista da Polinter recebeu denúncia informando que Alzir era foragido da Justiça e estava com mandado de prisão em aberto por ter praticado crime de homicídio, sendo informado seu possível paradeiro.
 
Diante da informação o plantonista efetuou checagens no sistema e confirmou a existência do mandado. Foi feita, então, a prisão do acusado.
 
Crime
 
Segundo consta no Boletim de Ocorrência, Alzir, açougueiro, de posse de uma faca, abordou sua ex-mulher Gisele Aparecida da Cruz Silva na manhã do dia 05 de abril de 2010, em um ponto de ônibus localizado na rua Pampulha no bairro Jardim São Conrado em Campo Grande, momento em que esta se dirigia para o trabalho.
 
No local o autor desferiu golpes de faca no pescoço, seio direito e esquerdo, braço direito e esquerdo e um abaixo da axila esquerda, ocasionando a morte da vítima no local.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Na calada da noite, namorado da avó estupra criança de 12 anos e é espancado por vizinhos
CONCURSO PÚBLICO
Concurso da Aeronáutica somam com as 21 mil vagas em outros concursos que a semana oferece
DEU RUIM
Jovem é atingido por raio enquanto usava celular no banheiro
PROVA DO ENEM
Confira as medidas de segurança durante a prova do Enem
SAIU O EDITAL
Com salário de até R$ 23,6 mil, Polícia Federal abre inscrição em concurso no dia 22
DESESPERO EM MANAUS
Médicos e familiares de pacientes descrevem colapso com falta de oxigênio em Manaus; leia relatos
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa libera saque da última parcela do auxílio emergencial a aniversariantes em julho
HORROR NA NOITE
Crianças são encontradas chorando ao lado de corpos de pais assassinados
DOR E DESCASO
Filho é obrigado abrir cova para enterrar próprio pai por não encontrar coveiro em cemitério
SEUS DIREITOS
Trabalhador afastado por Covid-19 tem direito a auxílio-doença do INSS