Menu
SADER_FULL
segunda, 21 de junho de 2021
Busca
Brasil

Presidente da Fifa anuncia prêmio para gol mais bonito do ano

20 Out 2009 - 16h33Por Folha Online

O presidente da Fifa, o suíço Joseph Blatter, anunciou nesta terça-feira a criação do Prêmio Puskas, entregue ao jogador que marcar o gol mais bonito do ano em todo o mundo.

O documento para a criação da distinção foi assinado hoje na cidade húngara de Selcsut em solenidade que contou com a presença de Blatter e a viúva de Puskas, Erzsébet. Entre lágrimas, ela agradeceu a homenagem ao marido.

Este é o primeiro prêmio da organização que leva o nome de alguém que marcou época no futebol. No ato, Blatter elogiou o ex-atacante do Real Madrid e da seleção da Hungria, chamando-o de "melhor jogador de todos os tempos".

O prêmio será entregue pela primeira vez dia 21 de dezembro deste ano, na festa da Fifa em Zurique, na Suíça.

O Comitê de Futebol da Fifa, presidido pelo alemão Franz Beckenbauer, elegerá os dez melhores gols, que ficarão disponíveis para votação no site do organismo.

Puskás morreu dia 17 de novembro de 2006, em um hospital de Budapeste.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Policial
Criança de 6 anos sofre trauma de crânio após cair de atração no Beto Carrero World
DOSE ÚNICA
Avião com 1,5 milhão de doses da Janssen chega amanhã, diz ministro
REAÇÃO CERTEIRA
Mulher flagra filha sofrendo estupro e esfaqueia pedófilo
VIOLENCIA DOMESTICA
Menina de 12 anos furta bisavô e leva 10 chibatadas da mãe por ordem do CV
MILIONÁRIO
Aposta única fatura prêmio de R$ 7 milhões da Mega-Sena
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa paga hoje 3ª parcela do auxílio emergencial para nascidos em março
LUTO NA MÚSICA
Cantora gospel que defendia tratamento precoce morre de Covid-19 após ter os pulmões comprometidos
VIDEO
Cliente carrega mangueira sem perceber e bomba pega fogo em posto de combustível de Foz do Iguaçu
AÇÕES DO GOVERNO MS
Reinaldo Azambuja propõe projeto com Itaipu para combater assoreamento nos rios Iguatemi e Amambai
COPA X VIRUS
'Desse jeito, o vírus vai levantar a taça', diz deputado após 52 infectados na Copa América