Menu
SADER_FULL
domingo, 26 de setembro de 2021
Busca
Brasil

Prejuízos de ciclos anteriores compromete resultado da safra 2009/2010

8 Jun 2010 - 06h18Por Fátima News com Assessoria

A falta de um seguro rural pode comprometer a lucratividade do produtor até mesmo quando o resultado da colheita é positivo, como é o caso da safra 2009/2010. Este ano, as estimativas da Federação da Agricultura e Pecuária de MS (Famasul) apontam para um resultado de safra favorável, mas o pagamento de prejuízos obtidos pelos agricultores em ciclos anteriores para lavouras que não estavam seguradas se reflete no resultado econômico, diminuindo ainda mais a margem de lucro.

            Com base no acumulado das safras dos últimos anos no Estado, a Famasul investe na informação do produtor em relação à importância de proteger a lavoura, pois a agricultura é uma atividade onde o risco começa no momento do plantio e, muitas vezes, não termina com a comercialização. Mas a maior dificuldade está justamente no seguro, que ainda não atende as necessidades dos produtores. Para discutir o assunto, a entidade vai realizar em 29 de julho um seminário com o objetivo de fomentar uma política de implementação do seguro rural, que desde 2006 recebe subvenção do governo federal para o prêmio de contratação.

Dados da área técnica da Famasul apontam que em três das últimas seis safras de Mato Grosso do Sul a soma dos resultados obtidos com os principais produtos cultivados foi negativo (veja Box). A previsão para este ano, de acordo com números da Embrapa e IBGE, é de que a safra 2009/2010 gere um saldo positivo de R$ 358,6 milhões para os produtores do Estado, mas este valor não considera os prejuízos que estão sendo pagos pelos produtores relativo as safras anteriores. No ciclo 2008/2009, por exemplo, os prejuízos contabilizados pela agricultura sul-mato-grossense chegaram a R$ 512,1 milhões no balanço total da colheita de soja, milho (primeira e segunda safra), algodão e trigo. Isso significa que o produtor pagará este ano o prejuízo obtido no ano passado, por exemplo.

Segundo dados da Embrapa Agropecuária Oeste, o custo médio de produção da última safra por hectare ficou em R$ 1,25 mil. A receita apontada no levantamento da safa de grãos realizado pela Famasul, com base nos dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), chegou aos R$ 1,53 mil por hectare. Na relação direta entre as duas variáveis poderíamos supor que o produtor teve uma lucratividade de aproximadamente R$ 280. “Mas essa conta não considera as dívidas acumuladas pelos produtores e nem os investimentos em máquinas e equipamentos, essenciais para o aumento de produtividade”, ressalta o assessor técnico para a agricultura da Famasul, Lucas Galvan.

Safra

Resultado para os produtores de MS*

2004/2005

R$ - 2.172.701.055

2005/2006

R$ - 1.072.590.515

2006/2007

R$      666.110.736

2007/2008

R$    1.320.503.561

2008/2009

R$     - 512.170.687

2009/2010

R$       358.669.828

* Fonte: Famasul com base em dados do IBGE/Emb

Deixe seu Comentário

Leia Também

DESASTRE AÉREO
Diretor da UPA que sofreu acidente aéreo no Pantanal morre em hospital
COVID-19
Covid-19: Brasil tem 15,7 mil novos casos e 537 mortes em 24 horas
+ AUMENTO
Gasolina sobe pela 8ª semana seguida nos postos, aponta ANP
PAN AMERICANO JUNIOR
Atleta de MS carregará as cores do Brasil no vôlei de praia nos Jogos Pan-Americanos Júnior
LIÇÕES DA BÍBLIA
Prefácio de Deuteronômio
ROTA BIOCEÂNICA
Comissão mista homologa consórcio que vai construir ponte da Rota Bioceânica em MS
CASTELO DE AREIA
Idoso casa com prostituta 35 anos mais nova e flagra com outro
DOENÇA DO SÉCULO
Servidor público é encontrado pendurado em árvore
COVID-19
Ministra de Bolsonaro testa positivo para Covid e cancela agenda em Nova Andradina
ASSUSTADOR
Homem encontra boneca na parede com bilhete misterioso: "obrigada por me libertar"