Menu
SADER_FULL
quarta, 8 de julho de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Prejuízos com embargo argentino foram pequenos em MS

6 Jul 2004 - 16h38
 

Depois da divulgação do foco de febre aftosa no Pará, a carne brasileira começou a ser alvo de polêmica internacional. Embargadas pela Rússia e Argentina, as exportações do Brasil caíram, principalmente as de Mato Grosso do Sul, que é responsável por 15% das exportações. Desde o dia 2 de julho o embargo à carne brasileira pela Argentina foi suspenso e o da Rússia continua apenas nos Estados de Mato Grosso e Pará.

As exportações para a Argentina permaneceram por quase uma semana e além da bovina, estavam suspensas as carnes de origem bubalina, caprina, ovina e suína. Segundo o diretor secretário da Famasul (Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul), os prejuízos do embargo foram pequenos. "Nós temos uma relação comercial muito pequena com a Argentina e o prazo da suspensão das importações também foi pequeno", disse.

Para Ademar o que ficou dessa situação foi uma grande lição. "Nós somos vitrine no mercado internacional e temos que estar preparados para esse tipo de situação", afirma. Ele explica que o Brasil é um grande ameaçador de mercados no setor da pecuária de corte e a Argentina é competitiva. "Os argentinos buscam em Mato Grosso do Sul, corrigir, aprimorar e recuperar mercados que foram deles e que agora pertencem ao Brasil", afirma.

Exemplo disso é a chegada de uma comitiva de produtores argentinos amanhã, na Famasul, que vem com o objetivo de saber o que está acontecendo em Mato Grosso do Sul e visitarão propriedades rurais, indústrias e a própria Famasul. "Precisamos ficar atentos a isso, trata-se de um país bastante competitivo e que quer conquistar espaço no mercado", avalia.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SUSPEITOS COVID-19
Veja autoridades que se reuniram com Bolsonaro nos últimos dias, de acordo com a agenda oficial
ABSURDO
Indígena com Covid-19 sofre aborto espontâneo e recebe feto em garrafa de soro
VITIMA DA COVID 19
Após ficar 3 dias a espera de UTI Cacique xavante líder das causas indígenas morre com Covid-19
AUXILIO EMERGENCIAL
Caixa libera saques e transferências dos aprovados no terceiro lote nascidos em fevereiro
URGENTE - PRESIDENTE COM COVID-19
URGENTE: Bolsonaro testa positivo para coronavírus
PRESIDENTE NA LINHA
Bolsonaro está com sintomas de covid-19 e aguarda resultado de exame
CICLONE BOMBA
Efeitos do Ciclone: mais de 12 mil residências ainda estão sem energia elétrica
LIVE
Mulher de Porchat não foi a única: veja outros casos de nudez em lives
ECONOMIA
Nova gasolina a partir de agosto; combustível será mais caro, mas deixará veículos mais econômicos
SOS EDUCAÇÃO
Sem computador e sem dinheiro, alunos de baixa renda desistem do Enem