Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 9 de agosto de 2020
SADER_FULL
Busca
BANNER ECO TOUR
Brasil

Prefeituras deverão legalizar área para construção das escolas

12 Mai 2007 - 10h25
As prefeituras de Campo Grande, Corumbá, Coxim, Aquidauana, Três Lagoas, Ponta Porã deverão providenciar ainda para este semestre a legalização das áreas onde serão construídas as seis escolas técnicas federais incluídas no plano de expansão do Governo Federal.
O alerta foi dado pelo deputado federal Antonio Carlos Biffi (PT-MS), em reunião com secretários de educação, técnicos educacionais e entidades ligadas ao ensino profissionalizantes no Estado, ocorrida nesta sexta-feira pela manhã, no auditório da CASSEMS (Caixa de Assistência dos Servidores do Estado de Mato Grosso do Sul).

Biffi adiantou que os recursos do MEC (Ministério da Educação) para o início das obras do CEFET (Centro Federal de Ensino Tecnológico) de Campo Grande (R$ 3,5 milhões) e a Escola Agrotécnica de Nova Andradina (R$ 2,5 milhões) estão à disposição.
As duas unidades foram incluídas no primeiro plano de expansão do Governo Federal a pedido do parlamentar, encaminhando demandas das prefeituras. Para ter acesso a verba esclareceu que basta a aprovação do projeto de lei instituindo a expansão das escolas federais, no total de 150 novas unidades, da qual é relator e deverá apresentar o parecer final na próxima quinta-feira.

Biffi avaliou que as escolas de Corumbá, Coxim, Aquidauana, Três Lagoas, Ponta Porã foram incluídas na 2ª etapa e terão os recursos disponibilizados para inícios das obras em 2008. A escolha da região na aconteceu de forma aleatória mas com base no plano de expansão econômica, com bases nos APLs (Arranjos Produtivos Locais).

Para este ano, assim que publicada a nova lei criando as autarquias responsáveis pela gestão do CEFEF de Campo Grande e a Escola Agrotécnica de Nova Andradina já haverá a abertura de concurso público para professores e técnicos administrativos, num total de 120 vagas.

Para o parlamentar, a instalação dos centros federais vai mudar o perfil educacional e econômico de todos os municípios e micro regiões contempladas, sendo as escolas técnicas poderão oferecer cursos em cidades do entorno, além ser embriões para criação de novas universidades públicas. “Hoje temos 4 milhões de pessoas com ensino superior, dos quais apenas 750 formados em instituições públicas, a meta do presidente Lula até o final de 2010 é de triplicar o número de vagas”, acentuou.

Acatando sugestão da secretária municipal de Campo Grande, Maria Cecília Amêndola, o parlamentar ficou de articular a 2º reunião para relato de experiência pedagógica e física de representantes das Escolas Técnicas Federais de Curitiba, uma das primeiras implantadas no País e hoje já funcionando como instituição de ensino superior.

Deixe seu Comentário

Leia Também

OPORTUNIDADE NO MS
JBS oferece 600 vagas de emprego em 6 cidades de MS
VACINA COVID 19
Bolsonaro diz que vacina contra covid deverá estar disponível em dezembro
FALSIFICAÇÃO
Nota falsa de R$ 200 começa a circular
REABERTURA DO COMÉRCIO
Brasil e Paraguai podem reabrir comércio na fronteira em 10 dias, diz ministro
REINFECÇÃO EM ALERTA
Novo coronavírus tem segundas novas ondas de reinfecção e acendem sinal de alerta
FÁTIMA DO SUL - DICA CIA DO BICHO
Saiba o que são rações terapêuticas, Cia do Bicho destaca vários tipos, confira
BRASIL - 96.326 MORTES
Brasil tem 2.817.473 casos de Covid-19, indica consórcio de veículos da imprensa em boletim das 13h
EXPLOSÃO EM BEIRUTE
Libanês se emociona e diz: Parecia uma bomba atômica, que acabou com tudo
BORA PRA BONITO - MS
Crie laços com a natureza em Bonito, MS!
LUTO NO CIRCO
Palhaço mais velho do Brasil morre aos 77 anos vítima de coronavírus