Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 18 de setembro de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
DOURADOS

Prefeitura tem redução em R$ 1 milhão do repasse do FPM em Dourados

9 Ago 2010 - 06h28Por Fátima News com Assecom

O município de Dourados sofreu redução de pelo menos R$ 1 milhão no repasse do recurso federal denominado FPM (Fundo de Participação dos Municípios). O motivo dessa diminuição é a restituição do Imposto de Renda, que já começou a ser feita, e a queda do crescimento industrial no país.

O FPM é formado pelo IPI (Imposto Sobre Produtos Industrializados) e pelo Imposto de Renda e a diminuição do valor repassado pelo fundo deve-se à queda de arrecadação desses dois impostos. “Houve a perda do crescimento industrial no primeiro trimestre deste ano de 2% e a devolução do Imposto de Renda, que vai até outubro”, explica a secretária municipal de Receita e Finanças, Ignez Medeiros.

“O FPM é uma das verbas mais significativas que a prefeitura recebe para ajudar no pagamento dos servidores e dos fornecedores. Essa redução causa um impacto nas contas do município e temos que adotar medidas para impedir atrasos, principalmente no salário do funcionalismo”, afirmou Ignez Medeiros.

A baixa na arrecadação do FPM reflete diretamente no cofre municipal. “Em junho o total do FPM repassado a Dourados foi de R$ 3,8 milhões e no mês de julho caiu para R$ 2,8 milhões, uma redução de 36% no valor arrecadado que, em reais, representa a perda de mais de um milhão”, explicou Ignez Medeiros.

Segundo ela, para a administração municipal o grande problema é que, além da redução significativa do repasse, não há muitas maneiras de cortar despesas. “As atividades e o funcionamento da precisam ser mantidos e existe a Lei de Responsabilidade Fiscal nos gastos públicos que precisa continuar a ser cumprida”, afirmou a secretária.

Corte de gastos
Para absorver o impacto da queda do FPM e de outros repasses, a administração municipal vem adotando uma série de medidas para cortar gastos.

Entre as providências determinadas pelo prefeito Ari Artuzi, por recomendação da própria Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), estão a redução do expediente dos órgãos municipais de oito para seis horas diárias e corte de 20% nos gastos de cada secretaria.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Os beneficiários nascidos em janeiro  3,9 milhões de pessoas  poderão sacar AUXILIO EMERGENCIAL
Caixa abre 770 agências amanhã das 8h às 12h
Apesar do esforço médico a adolescente não resistiu. DESCARGA FATAL
Adolescente segura extensão de energia e morre após sofrer descarga elétrica
Assaltante magro está com um revólver na mão direito e boné na esquerda TERROR NA RODOVIA
Vídeo mostra ação extremamente violenta de ladrões em Rodovia
As imagens mostram que a vítima estava prestes a sair de moto VIOLENCIA NA CIDADE
Homem é flagrado agredindo e tentando atropelar a ex; veja vídeo
Bolsonaro autorizou estudos para a área. PROGRAMA ASSISTENCIAL
Após desistir do Renda Brasil, Bolsonaro autoriza criação de novo programa social
Bolsonaro com Ricardo Barros APREENSÃO
Gaeco cumpre mandado em escritório de Ricardo Barros, lider do governo Bolsonaro na Câmara
presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) AGORA
Maia testa positivo para Covid-19, informa assessoria do deputado
 Joice Pastre, 27 anos, morreu na última sexta-feira (11) GESTO NOBRE
Família doa órgãos de jovem que sofreu aneurisma cerebral
Agência da Caixa atenderá em Fátima do Sul nesta quarta feira AUXILIO EMERGENCIAL
Caixa paga auxílio emergencial para 3,9 mi nascidos em junho
Na semana passada, Bolsonaro descartou o fim do seguro-defeso BOLSA FAMILIA
Governo vai manter o Bolsa Família, diz Bolsonaro