Menu
SADER_FULL
quinta, 4 de junho de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Prefeitos de MS vão a Brasília discutir FPM

5 Mai 2007 - 10h39
Prefeitos de Mato Grosso do Sul se reunirão na próxima semana com os de outros estados do Brasil para tentar pôr fim ao impasse em torno da aprovação do aumento de 1% nos repasses do FPM (Fundo de Participação dos Municípios).

Segundo o líder do governo na Câmara, deputado José Múcio Monteiro (PTB-PE), o Executivo deverá apresentar até a terça-feira (08) alguma solução para o imbróglio, que já começa a irritar os prefeitos.

A PEC (Proposta de Emenda à Constituição) 285/04 (da continuação da reforma tributária), que trata do assunto, seria votada na última quarta-feira (02), em cumprimento à promessa do presidente Luiz Inácio Lula da Silva aos prefeitos.

Mas o Ministério da Fazenda pediu que o texto não fosse analisado porque havia dúvidas em relação ao prazo a partir do qual começarão a contar os créditos para as prefeituras.

A PEC prevê que o FPM passará de 22,5% para 23,5% da arrecadação do Imposto de Renda e do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados), o que provocaria aumento médio de R$ 1,5 bilhão por mês nas despesas do governo.

O texto permite várias interpretações: a dúvida é saber se o aumento será retroativo a 2004, quando a PEC começou a tramitar; ou se a partir de dezembro passado, e portanto com validade desde janeiro; ou se somente a partir da data da sua promulgação.

Descrentes

Outro problema é que, se o texto for alterado na Câmara, terá de ir novamente a votação no Senado. Os prefeitos de Mato Grosso do Sul já estão descrentes quanto à votação da PEC.

“O presidente deixou de cumprir a promessa que fez aos municípios, não honrou os compromissos assumidos. Agora não acreditamos mais na votação”, afirma o presidente da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), prefeito de Jateí Eraldo Leite (PR).

Leite irá a Brasília na terça-feira para acompanhar a apresentação da proposta. Prefeitos de todo o país também se reunirão na Confederação Nacional dos Municípios no mesmo dia para discutir o assunto.

 

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

CASO DE POLÍCIA
Patroa é presa sob suspeita de homicídio culposo após filho de empregada cair do 9º andar
LUTA PELA VIDA
Cantora gospel que morreu por coronavírus, fez vaquinha para pagar tratamento
ELEIÇÕES 2020
Vai ter eleição, TSE autoriza convenções partidárias virtuais para eleição deste ano
BOA NOTICIA
Auxílio emergencial deve ser estendido em mais duas parcelas de R$ 300
TRAGEDIA
Empregada vai passear com cachorro, deixa filho com patroa e menino morre ao cair de prédio
FUTEBOL
Clubes de futebol brasileiros se unem contra homofobia
ASSUSTADOR E REAL NO BRASIL
Com uma morte por minuto, Brasil registra 1.349 mortes por coronavírus nas últimas 24h, novo recorde
JULGAMENTO
TSE julga se cassa Bolsonaro e vice a partir de terça
AUXILIO DOENÇA
Como pedir concessão e prorrogação do auxílio-doença durante pandemia
1º CASO NO BRASIL
Paciente recuperada de coronavírus no Piauí volta a ter teste positivo