Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 16 de maio de 2021
Busca
Brasil

Prefeitos correm risco de ficar sem verbas federais

23 Out 2010 - 06h14Por Conjuntura Online

Os prefeitos têm até domingo (24) para corrigir as informações preliminares das escolas municipais do Censo Escolar 2010.

Os gestores públicos correm contra o tempo temendo ficar sem poder assinar convênios com o governo federal e, por causa disso, deixar de investir em vários setores da admistração pública.

Por meio do Censo, além do diagnóstico da educação básica pública em âmbito nacional, os números apontados no levantamento são a base de cálculo para distribuição de recursos de diversos programas federais.

Alguns exemplos são o do Transporte Escolar, Livro Didático e Merenda Escolar, conforme atesta a Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), que foi advertida sobre o prazo pela CNM (Confederação Nacional de Municípios.

A data também é a mesma para que as instituições de ensino que ainda não preencheram o Censo enviem os dados solicitados

Tanto a correção como o envio das informações devem ser feitos pela Internet, diretamente no Sistema Educacenso, disponível no site do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais).

Os prefeitos estão sendo orientados a verificar os resultados preliminares e acompanhem os dados enviados pelas escolas municipais.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada