Menu
SADER_FULL
domingo, 24 de outubro de 2021
Busca
Brasil

Prefeito de Deodápolis discute obra de hospital Cristo Rei

28 Ago 2006 - 08h51
O prefeito de Deodápolis, Manoel José Martins (PSDB), mantém audiência com o secretário de Estado de Saúde, Matias Gonsales Soares, com o objetivo de discutir a retomada das obras de reforma do Hospital Municipal “Cristo Rei”. A reunião está marcada para amanhã, às 9h, no gabinete do secretário de Estado, juntamente com técnicos e engenheiros responsáveis pela obra. “Mais uma vez, contamos com o apoio e a intervenção do presidente da Assembléia Legislativa do Estado, deputado Londres Machado, que viabilizou este encontro”, afirma Manezinho.

O prefeito de Deodápolis adianta que, a razão principal da reunião, é discutir a retomada dos serviços, já que o município está dispondo de uma verba, no valor de R$ 123.778,45, através de um convênio assinado, recentemente, com o Estado, na presença do governador Zeca do PT. “Este convênio, finalmente, vem atender às necessidades urgentes de readequação do hospital”, argumenta Manezinho, reafirmando que, “isto foi conseguido, graças à intervenção do deputado Londres, a quem rendemos nosso reconhecimento”.

Os recursos, liberados em três parcelas, viabilizam o reinício das obras na instituição, paralisadas desde agosto de 2005. Atualmente, por determinação da Vigilância Sanitária, a instituição hospitalar está interdita, causando sérios transtornos à saúde pública do município. O Hospital Cristo Rei foi, parcialmente, demolido, desde novembro de 2004 e as obras de readequação tiveram início e, em seguida, paralisadas.
CRISTO REI
Construído com recursos próprios do município, em 1992, o Hospital Municipal Cristo Rei, por exigência do Centro de Vigilância Sanitária/Ambiental em Saúde de Mato Grosso do Sul, está sendo reformado, desde novembro de 2004. No local, estão sendo feitas as adequações do centro cirúrgico, da ala da Unidade de tratamento Intensivo (UTI), da cozinha central, sanitários, cobertura e troca do piso.

Os recursos, primeiramente, provinham da Saúde do Estado, com contrapartida do município. Do convênio anterior, no valor de R$ 361.629,71, foram liberados apenas R$ 60 mil, o que ocasionou a paralisação das obras.

Após várias “investidas”, junto ao governo do Estado, Manezinho obtém êxito, através de intervenção de Londres Machado. “Este recurso, com certeza, devolve a expectativa de reerguemos nossa unidade maior de saúde, responsável por mais de 80% dos atendimentos à população local”, ressalta o prefeito, lembrando que, “mais uma vez, o apoio do deputado Londres foi de suma importância ao município”.

Leia Também

LIÇÕES DA BÍBLIA
Circuncidem seu coração
OLIMPÍADA 2024
Atletas de MS terão bolsas de até R$ 7 mil para competir nos jogos olímpicos
LIÇÕES DA BÍBLIA
Estudo adicional
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra 15.609 casos e 373 mortes em 24 horas
ESTAVA DESAPARECIDO
Corpo de pescador é encontrado dentro de jacaré
LIÇÕES DA BÍBLIA
O principal mandamento
BAIXARAM A GUARDA
Covid-19: Brasil registra 390 mortes e 12,9 mil casos em 24 horas
LIÇÕES DA BÍBLIA
Se me amam, guardarão os Meus mandamentos
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Funtrab está com 655 vagas para indígenas interessados em trabalhar em lavouras de maçã em SC e RS
ALERTA TEMPORAIS
Chance de Tempestades (La Ninã) no final do ano é de 87%, aponta atualização do NOAA