Menu
SADER_FULL
domingo, 24 de outubro de 2021
Busca
Brasil

Prefeito de Bandeirantes ameaça suspender serviços de saúde

18 Out 2006 - 08h24

O impasse entre vereadores e o prefeito de Bandeirantes, Obadias de Lana (PDT), pode prejudicar o atendimento à população no setor de saúde. Obadias alertou nesta manhã sobre a falta de recursos para a continuidade dos serviços do Executivo, que já parou outros setores, e que agora pode atingir os serviços de saúde a partir desta quinta-feira.

“A decisão de parar é contra os princípios de um governante de uma administração séria e sadia como a nossa, mas, em virtude de nós não termos dotação orçamentária para que possamos continuar nosso trabalho, nós fomos obrigados a parar o transporte escolar, as máquinas agrícolas, parar as patrolas e caminhões e, no social, somente ficou funcionando a saúde, porque o município possue alguns empenhos. Se os vereadores não votarem hoje ou amanhã, nós certamente teremos que fechar alguns setores da saúde”, disse em entrevista ao programa 94 Notícias.

Alegando crise financeira, Obadias fechou ontem, por meio de decreto, a sede da administração municipal. Ele afirmou, em entrevista ao Midiamax, que os trabalhos na Prefeitura ficam suspensos até que a Câmara Municipal aprove suplementação de recursos, que já havia sido requerida. ntretanto, os vereadores não querem aprovar o pedido de suplemento antes de analisar as contas da Prefeitura, pois, segundo o vereador Valdecir Freitas (PL), presidente da Comissão de Fiscalização da Casa, o prefeito não encaminha os balancetes desde agosto.

Desentendimentos

Ontem, de acordo com o prefeito, ele nem chegou a participar de reunião com os vereadores. “Cheguei lá, eles começaram a me desacatar e eu saí”, afirmou, acrescentando que estão parados os serviços das secretarias de Obras, Agricultura e Pecuária, Ação Social e o setor de transportes da Educação. “Apenas três das seis escolas municipais estão funcionando”, disse.

Apesar das declarações do prefeito, o presidente da Comissão Permanente de Fiscalização da Câmara afirmou que o impasse com o Executivo já foi resolvido e que na quinta-feira os vereadores aprovarão, em sessão extraordinária, uma suplementação orçamentária de 10%.

Arquivo

“Resolvemos fazer isso com o comprometimento do prefeito em retornar os serviços a partir de amanhã”, declarou o vereador. Segundo Valdecir, Lana também teria se comprometido em colocar em dia, entre os dias 20 e 23 deste mês, a folha de pagamento do funcionalismo do município, que registraria atrasos em parte dos salários de dezembro de 2005 e agosto deste ano.

 

Mídia Max

Leia Também

OLIMPÍADA 2024
Atletas de MS terão bolsas de até R$ 7 mil para competir nos jogos olímpicos
LIÇÕES DA BÍBLIA
Estudo adicional
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra 15.609 casos e 373 mortes em 24 horas
ESTAVA DESAPARECIDO
Corpo de pescador é encontrado dentro de jacaré
LIÇÕES DA BÍBLIA
O principal mandamento
BAIXARAM A GUARDA
Covid-19: Brasil registra 390 mortes e 12,9 mil casos em 24 horas
LIÇÕES DA BÍBLIA
Se me amam, guardarão os Meus mandamentos
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Funtrab está com 655 vagas para indígenas interessados em trabalhar em lavouras de maçã em SC e RS
ALERTA TEMPORAIS
Chance de Tempestades (La Ninã) no final do ano é de 87%, aponta atualização do NOAA
LIÇÕES DA BÍBLIA
Ele nos amou primeiro