Menu
SADER_FULL
quinta, 6 de agosto de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
BANNER ECO TOUR
Brasil

Preço do bacalhau tem variação de até 126% na Capital

31 Mar 2007 - 04h39
 

O preço do peixe e do bacalhau tem uma variação de até 126% em Campo Grande, segundo a última pesquisa do Procon, divulgada nesta quinta-feira. A pesquisa foi realizada entre segunda e quarta-feira (26 a 28), em 10 estabelecimentos que comercializam peixe e bacalhau, como supermercados, hipermercados e peixarias. Foram pesquisados os preços de 27 itens, sendo 19 de peixes de água doce, 4 de peixe de água salgada e 4 de bacalhau.

Em relação a pesquisa anterior do Procon, divulgada no dia 16 de março, houve um sensível aumento generalizado dos preços apesar da variação ter sido menor. Esse fato, segundo o órgão de defesa do consumidor, se deve provavelmente a proximidade da Paixão de Cristo e Páscoa, que serão comemorados nos dias 6 e 8 de abril, respectivamente, período em que aumenta a procura por esses produtos.

O preço do filé de merluza, por exemplo, que na pesquisa anterior tinha variado 223,2%, oscilando entre R$ 4,95 e R$ 16, no levantamento divulgado ontem tem uma variação seis vezes menor, de 36,78%, mas o menor preço encontrado foi de R$ 8,70 e o maior de R$ 11,90.

Maior variação

Na nova pesquisa de preços do Procon os itens relacionados aos peixes de água doce apresentaram a maior oscilação. O filé de pintado de rio foi o que teve a maior variação, 128,6%, sendo comercializado de R$ 15,7 até R$ 35,9 o quilo. Em segundo lugar vem o quilo do pintado de cativeiro com vísceras, que teve uma diferença entre o menor e o maior preço de 104,3%, sendo no local mais barato encontrado a R$ 8,90 e no mais caro a R$ 18,19.

Em relação aos peixes de água salgada, a maior oscilação foi da sardinha limpa, com 69,7%, variando de R$ 4,39 a R$ 7,45 o quilo do produto. Já sobre o bacalhau, o que teve maior diferença de preço foi o tipo ‘ling’, com 50%, sendo comercializado de R$ 29,99 até R$ 37,95 o quilo.

Mais baratos

Na pesquisa dos Procon os itens mais baratos foram a curimba eviscerada, entre os peixes de água doce, que variou R$ 4,49 a R$ 8,59 o quilo; a sardinha laje, entre os peixes de água salgada, que não teve oscilação de preço, em todos os estabelecimentos foi encontrada a R$ 3,35 o quilo; e o bacalhau tipo ‘saithe’, que está sendo comercializado com preços que variam de R$ 16,90 a R$ 21,90 o quilo.

 

 

RMT Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

FÁTIMA DO SUL - DICA CIA DO BICHO
Saiba o que são rações terapêuticas, Cia do Bicho destaca vários tipos, confira
BRASIL - 96.326 MORTES
Brasil tem 2.817.473 casos de Covid-19, indica consórcio de veículos da imprensa em boletim das 13h
EXPLOSÃO EM BEIRUTE
Libanês se emociona e diz: Parecia uma bomba atômica, que acabou com tudo
BORA PRA BONITO - MS
Crie laços com a natureza em Bonito, MS!
LUTO NO CIRCO
Palhaço mais velho do Brasil morre aos 77 anos vítima de coronavírus
TRAGEDIA NA RODOVIA
Familia se despede de parentes mortos em acidente na BR-277
NA CASA DELE
Tio estupra criança de 4 anos e dá chocolate para ela não contar
BOCA DA ONÇA É NO MS
Maior cachoeira do MS, Boca da Onça retorna com muitas novidades, confira
ACIDENTE TRÁGICO
Vitimas do acidente na BR 177 são identificadas: 3 são da mesma familia
CORRUPÇÃO NA SAUDE
MP aponta 'vergonhosa fraude' e aciona prefeito a devolver R$ 4,136 milhões