Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 4 de agosto de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Preço do álcool é o mais baixo em 2 anos, apura Cepea

28 Mai 2007 - 16h09
A queda de 10,45% no preço médio do litro do álcool hidratado nas usinas paulistas na semana passada trouxe o preço do combustível, utilizado nos veículos a álcool ou flex fuel, para o menor valor nominal em dois anos.
Segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada da Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" (Cepea/Esalq/USP), o preço médio do litro do hidratado ficou em R$ 0,60789. Já o litro do álcool anidro, com a redução de 13,74% nas unidades produtoras, custa R$ 0,76416 e é o mais baixo desde setembro de 2005.
De acordo com análise da equipe de pesquisadores do Cepea, as chuvas que atingiram praticamente todo o Estado de São Paulo na semana passada não evitaram a queda nos preços, tamanha a oferta do combustível pelas unidades produtoras no início da safra 2007/2008. Normalmente, as chuvas obrigam as usinas a reduzir a moagem por dificuldade de retirar a matéria-prima dos canaviais.
Com as baixas em São Paulo, as distribuidoras paulistas, de acordo com o Cepea, passaram a evitar a compra de álcool em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, cujos preços ainda eram vantajosos. Como a demora para a entrega do combustível adquirido nos dois estados chega a três dias, o produto pode ficar mais caro e ultrapassar os praticados em São Paulo.
Mesmo ainda de forma lenta, o forte recuo no preço do álcool hidratado nas usinas paulistas já começa a ser repassado aos consumidores. Em Ribeirão Preto (SP), por exemplo, o preço do litro do combustível nos postos baixou de R$ 1,40 para entre R$ 1,23 e R$ 1,29 no final de semana, uma queda média de 8%.
A queda do preço do álcool nas usinas paulistas pressionou até o valor do combustível comercializado no Nordeste. Em Pernambuco, o indicador Cepea do hidratado teve média mensal de R$ 0,90889 o litro, queda de 1,63% em relação a abril. Para o anidro, o preço foi de R$ 1,02767 o litro, baixa de 1,09% em iguais períodos. Em Alagoas, os indicadores de maio foram de R$ 1,04166 para o litro do anidro e de R$ 0,92180 para o do hidratado, baixas de 1,36% e 4,68%, respectivamente, sobre o mês anterior.
A produção de álcool maior que a de açúcar no início da safra faz com que o combustível esteja em desvantagem na paridade entre os dois produtos do processamento de cana. Cálculos do Cepea indicam que o preço médio do açúcar remunerou 4% mais que o álcool anidro e 22% mais que o hidratado na última semana. Comparando-se os dois tipos de álcool, verifica-se que o anidro remunerou 18% mais que o hidratado nesse mesmo período.
 
 
 
Agência Estado
 
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

NA CASA DELE
Tio estupra criança de 4 anos e dá chocolate para ela não contar
BOCA DA ONÇA É NO MS
Maior cachoeira do MS, Boca da Onça retorna com muitas novidades, confira
ACIDENTE TRÁGICO
Vitimas do acidente na BR 177 são identificadas: 3 são da mesma familia
CORRUPÇÃO NA SAUDE
MP aponta 'vergonhosa fraude' e aciona prefeito a devolver R$ 4,136 milhões
BORA PRA BONITO - MS
O que é ecoturismo e porque Bonito, MS?
TRAGEDIA NA RODOVIA
Acidente com 22 veículos deixa 8 mortos e 20 feridos
PERDAS NA PANDEMIA
Morre 5º pastor da Assembleia de Deus vítima da covid-19
TRAGÉDIA NAS ESTRADAS
Motorista bêbado atinge carro e mata 4 adultos e uma criança
LIMPA NOME
Serasa lança nova campanha para limpar nome por apenas R$ 100
FÁTIMA DO SUL - LUTO
Morre Pe. Bonfilho, aos 93 anos, ele dedicou 25 anos da sua vida a comunidade de Fátima do Sul