Menu
SADER_FULL
segunda, 24 de janeiro de 2022
Busca
Brasil

Preço da gasolina iguala ao da capital

2 Mar 2010 - 09h43Por Dourados Agora

Pesquisa semanal da Agência Nacional de Petróleo (ANP) mostra que o valor dos preços de combustíveis em Dourados tem se igualado aos da capital. Campo Grande sempre teve a gasolina mais barata do estado e Dourados uma das mais caras, sob o argumento de empresários do setor de que o município ficaria numa região do centro sul do estado, não tendo concorrência com postos dos estados e países vizinhos.
Essa hipótese foi derrubada em outubro do ano passado, com a instalação de um posto bandeira branca no Jardim Água Boa. Com a empresa praticando valor bem abaixo do comercializado na época, os demais postos da cidade tiveram que baixar os preços e a queda continua a cada semana.
Com a mudança da fórmula da gasolina que entrou em vigor no início do mês passado, estimava-se que o combustível ficaria mais caro. O custo às distribuidoras sofreria aumento, com variação de acordo com a forma de arrecadação do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) de cada estado. No Mato Grosso do Sul, o reajuste estava previsto para R$ 0,10 o litro. O aumento era esperado pelo diretor do Sindicato dos Revendedores de Petróleo do Estado (Sinpetro), Tarso Moro da Rosa. Isso não aconteceu.
PESQUISA

Se levar em consideração somente a pesquisa feita junto aos postos de Dourados e Campo Grande, o valor praticado na segunda maior cidade do estado sai R$ 0,08 mais barato. Em Dourados a pesquisa envolveu 16 postos. O menor preço foi encontrado a R$ 2,37 e o mais caro R$ 2,88. O preço médio (cálculo da soma dos 16 postos) foi de R$ 2,62.
Em Campo Grande , a ANP pesquisou preços em 59 postos. O valor mais barato foi R$ 2,45 e o mais caro R$ 2,69. O valor médio é de R$ 2,58. Entretanto, alguns postos da capital não incluídos na pesquisa praticam valores iguais e até inferiores ao valor mínimo encontrado em Dourados.
CAMPEÃO

Depois que Dourados deixou o status de gasolina mais cara do Estado, os consumidores de Três Lagoas agora são os pagam pelo combustível mais caro, que chega a R$ 2,94, maior valor da pesquisa. O preço médio por lá é de R$ 2,87. A sequência dos municípios com os valores médios mais altos fica assim: Paranaíba (R$ 2,87),  Nova Andradina (R$ 2,87), Corumbá (R$ 2,86), Coxim (R$ 2,82) e Ponta Porã (R$ 2,81). A pesquisa da ANP é feita somente em oito cidades sul-mato-grossenses, por serem pólo regional ou por serem divisa com estados e países vizinhos.

Leia Também

Fábrica de placas solares  ENERGIA SOLAR
Brasil atinge 1 milhão de consumidores com geração própria de energia solar
BRASIL 622.205 MORTES
Com recorde de 204.854 novos casos, Brasil registra 350 óbitos em 24 horas
ALARMANTE
Brasil bate recorde de casos diários de covid-19 com 204,8 mil
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Funtrab ainda tem 916 vagas para indígenas trabalharem nas lavouras de maçãs em SC e RS
BAIXA RENDA
Auxílio Gás: governo libera o pagamento no valor de R$ 52
COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil tem um aumento e registra 351 mortes em 24 horas
OMICRON
Brasil dobra contágio nas 24h e registra 74,1 mil novos casos de covid-19 e 121 mortes
LIÇÕES DA BIBLIA
Carne e Sangue como nós
ABUSO SEXUAL
Meninas escutam mãe contando de abuso sexual e fazem relato chocante sobre tio-avô
COVID NO BRASIL
Em 24 horas, foram confirmados pelas autoridades sanitárias 24.934 novos casos de Covid-19