Menu
SADER_FULL
sexta, 24 de setembro de 2021
Busca
Brasil

Pré-sal: senadores querem que MS tenha parte dos royalties

19 Mar 2010 - 08h32Por Mídia Max

O senador da República Valter Pereira (PMDB) disse há pouco durante a abertura da 72ª Expogrande, no Parque Laucídio Coelho, na Capital, que está na hora do Rio de Janeiro dividir o lucro do petróleo produzido naquela região. Para ele, o Senado decide ainda este ano o impasse.

Pereira defende a ideia de que o lucro do passado pela exploração do petróleo continue com o Rio de Janeiro. Mas, que os lucros das novas explorações [Pré-Sal] sejam divididos com os outros estados brasileiros.

A partilha dos royalties do petróleo na camada do Pré-sal poderá garantir R$ 95 milhões aos cofres das prefeituras de Mato Grosso do Sul.

Os Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo estão pressionando o governo federal para vetar essas emendas. Segundo eles, as perdas com a divisão dos royalties serão gigantescas.

Horas antes, o senador petista Delcídio do Amaral entrou em contato com o Midiamax. Delcídio que foi diretor de gás e energia da Petrobras, defende a divisão dos royalties do pré-sal. “As riquezas do Brasil têm que ser divididas entre todos os estados”, afirmou o senador sobre a questão polêmica que veio à tona depois que a emenda dos deputados Ibsen Pinheiro (PMDB-RS) e Humberto Souto (PPS-MG) foi aprovada na Câmara dos Deputados. A proposta é que sejam retirados cerca de R$ 7,5 bilhões de receita do Estado do Rio de Janeiro.

Quando a emenda constitucional for apreciada pelo Senado, de acordo com Delcídio, a Casa terá que encontrar uma solução para que a decisão tomada não prejudique qualquer um dos estados e não seja depois contestada na Justiça. “O Senado vai analisar todo o projeto e nós teremos que buscar uma forma para não haver contestação jurídica”, destacou.

Já senadora Marisa Serrano (PSDB) disse ontem ao Midiamax que é a favor da divisão dos royalties do pré-sal para todos os Estados, mas desde que isso não prejudique a economia do Rio de Janeiro.

A emenda, dos deputados Ibsen Pinheiro (PMDB-RS) e Humberto Souto (PPS-MG), deve tirar cerca de R$ 7,5 bilhões de receita do Estado do Rio. Mas, a partilha dos royalties do petróleo na camada do Pré-sal poderá garantir aos cofres das prefeituras de Mato Grosso do Sul R$ 95 milhões.

De acordo com a senadora, é necessário um equilíbrio para a distribuição destes royalties. “Eu sou a favor do nosso Estado [MS]. É necessário haver um equilíbrio desta divisão e que não cause prejuízos para o Rio de Janeiro”, disse Marisa ressaltando que é preciso mais debates em torno deste assunto.

Conforme Marisa, o PSDB solicitou a retirada do pedido de urgência da votação do projeto, pois o partido quer discutir e encontrar uma alternativa que beneficie todos os Estados. “ Nós vamos nos reunir para buscarmos uma maneira para que todos os estados saiam ganhando”, ponderou cautelosa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ROTA BIOCEÂNICA
Comissão mista homologa consórcio que vai construir ponte da Rota Bioceânica em MS
CASTELO DE AREIA
Idoso casa com prostituta 35 anos mais nova e flagra com outro
DOENÇA DO SÉCULO
Servidor público é encontrado pendurado em árvore
COVID-19
Ministra de Bolsonaro testa positivo para Covid e cancela agenda em Nova Andradina
ASSUSTADOR
Homem encontra boneca na parede com bilhete misterioso: "obrigada por me libertar"
VIDEOS VAZADOS
Torcedora do flamengo esquenta a web com vídeos íntimos
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra em 24 horas 36.473 novos casos e 876 novas mortes
REVOLTANTE
Criança autista vítima de maus tratos é encontrada comendo fezes de cachorro para sobreviver
HOMICIDIO X SUICÍDIO
Marido mata esposa e tira própria vida; criança de 3 anos pede socorro a vizinho
NEGLIGÊNCIA
Criança de 2 anos ao volante mata prima de 3 anos atropelada