Menu
SADER_FULL
domingo, 26 de setembro de 2021
Busca
Brasil

População sofre com lixão abandonado a 3 km da cidade de Ivinhema

17 Jan 2011 - 16h08Por Mídia Max

 população de Ivinhema, cidade distante 350 Km de Campo Grande está sofrendo com os problemas causados pelo lixão a céu aberto que fica pouco mais de 3 km da Praça Nelito Câmara.

Todo o lixo doméstico, industrial e hospitalar de Ivinhema é depositado sem nenhum tipo de preocupação com o meio ambiente numa área de cerca de dez hectares na Linha Vitorinha onde moram dezenas de famílias em pequenas chácaras.

O aposentado Avacir Vicente dos Santos é dono de uma das chácaras próximas ao lixão e diz os caminhões depositam o lixo de qualquer jeito e já está chegando às margens do Córrego Vitórinha que corre o risco de ser poluído com o chorume.

O lixão de Ivinhema já ocupa parte da estrada municipal conhecida como Linha Vitorinha e que é a única via de acesso para os pequenos produtores da região.

Pedro Alves dos Santos faz parte do exército de pessoas que diariamente vão até o lixão para coletar materiais como latinhas de alumínio, papelão e garrafas PET para vender nas empresas de recicláveis. Pedro disse que chega a ganhar até R$ 25,00 por dia com a coleta, mas afirma que “aqui é lugar de gente trabalhar”.

A empregada doméstica Maria Aparecidas Ferreira Cintas disse que muitas vezes a fedentina do lixão chega a algumas partes da cidade. “Até agora as autoridades não tomaram nenhuma providência para acabar com o problema”, disse a doméstica ao lembrar que “as pessoas nem se lembram desse lixão que fica escondido da população”.

Avacir conta que há dez anos comprou a sua chácara e a cada dia que passa diminuiu o valor de venda por causa do lixão. “Tem um vizinho que trabalha com a criação de peixes e tem medo de que o lixo prejudique o seu negócio”, disse ele.

O vereador Valdemar Ângelo (PDT) disse que há muito tempo existe um projeto para a construção de um aterro sanitário dentro das normas ambientais através de um consórcio entre as Prefeitura de Ivinhema e Angélica com o apoio de uma usina de açúcar e álcool.

“Até agora o projeto não saiu do papel e a nossa cidade comete este crime ambiental sem que os responsáveis sejam punidos”, disse Ângelo ao lembrar que “os ivinhemenses não merecem este castigo”.

O Midiamax tentou falar com o prefeito Renato Câmara na Prefeitura que deu férias coletivas para os servidores públicos e deve voltar do recesso somente no dia 31 de janeiro conforme determinação do próprio prefeito que está fora do município em férias com a família.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ROTA BIOCEÂNICA
Comissão mista homologa consórcio que vai construir ponte da Rota Bioceânica em MS
CASTELO DE AREIA
Idoso casa com prostituta 35 anos mais nova e flagra com outro
DOENÇA DO SÉCULO
Servidor público é encontrado pendurado em árvore
COVID-19
Ministra de Bolsonaro testa positivo para Covid e cancela agenda em Nova Andradina
ASSUSTADOR
Homem encontra boneca na parede com bilhete misterioso: "obrigada por me libertar"
VIDEOS VAZADOS
Torcedora do flamengo esquenta a web com vídeos íntimos
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra em 24 horas 36.473 novos casos e 876 novas mortes
REVOLTANTE
Criança autista vítima de maus tratos é encontrada comendo fezes de cachorro para sobreviver
HOMICIDIO X SUICÍDIO
Marido mata esposa e tira própria vida; criança de 3 anos pede socorro a vizinho
NEGLIGÊNCIA
Criança de 2 anos ao volante mata prima de 3 anos atropelada