Menu
SADER_FULL
sexta, 16 de abril de 2021
BANNER EMAGRECEDOR VICENTINA
Busca
Brasil

Policiais de MS são presos em SP acusados de assassinato

6 Ago 2004 - 17h55
Dois policiais civis de Mato Grosso do Sul estão presos na cidade de Guarujá, a 80 km de São Paulo. Eduardo Minari Higa e Ezequiel Leite Furtado foram presos ontem à noite, no aeroporto de Congonhas, quando tentavam embarcar para Campo Grande.

Segundo a polícia civil paulista, eles estariam envolvidos no assassinato do empresário Antonio Ribeiro Filho, de 63 anos. Ele foi morto com três tiros na manhã de ontem quando caminhava pela calçada da praia de Pitangueiras, no Guarujá.

Segundo a polícia civil, Minari – que é lotado no Garras, na capital – e Ezequiel, que já era aposentado da PC, se hospedaram num quarto do flat onde o empresário morava há cinco anos.

Junto com os policiais de MS foram apreendidas duas pistolas calibre ponto 40, R$ 1,8 mil e cinco celulares. O recibo de pagamento da diária do flat foi encontrado no bolso de uns dos policiais. Eles estão presos na delegacia da polícia civil de Guarujá e devem ser encaminhados para o presídio em São Paulo.
 
RMT Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

VIDEO CAPIVARA NA IGREJA
Capivara invade igreja: 'acho que ela veio rezar conosco', brinca Padre
BEBEDEIRA
Idoso conhece mulher, leva para casa é atacado a facadas
ROUBO DE CARGA
Três mil pessoas roubam carga de carne após carreta tombar e provocam novo acidente
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa credita 1ª parcela do Auxílio Emergencial nesta quinta para nascidos em maio
mulher carro beltrao 1 VIDEO
Mulher cai e fica ferida após ser flagrada em cima de carro em movimento
DESESPERADOR
Covid-19: Brasil registra 3.808 mortes em 24 horas
EXEMPLAR
Cidade modelo que vacinou 64% da população vê casos de covid-19 caírem 78%.
NOVO CÓDIGO DE TRANSITO
Novo Código de Trânsito entra em vigor na segunda-feira; veja mudanças
LOCKDOWN É A SOLUÇÃO?
Araraquara X Bauru: dois retratos do Brasil com e sem lockdown contra a covid-19
AGRICULTURA SUSTENTAVEL NO MUNDO
II Congresso Mundial de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta deve receber 1 mil inscrições