Menu
SADER_FULL
segunda, 6 de dezembro de 2021
ASSEMBLEIA DEZEMBRO 2021
Busca
Brasil

Polícia prende acusados de matar adolescente de 16 anos em Três Lagoas

18 Fev 2010 - 14h29Por Rádio Caçula
Dois homens suspeitos de fazerem parte do PCC (Primeiro Comando da Capital) e acusados de matarem um adolescente de 16 anos, na cidade de Três Lagoas, foram presos nesta quarta-feira. Na ocasião foram presos, João Paulo Pereira Carneiro, de 18 anos, conhecido como “João Paulinho” e Rafael Antônio de Souza Costa, de 19 anos, o “Muchou”. Segundo informações do site Rádio Caçula, o adolescente Carlos Henrique Nascimento, de 16 anos, foi assassinado no dia 2 de fevereiro, quando estava em sua casa no bairro Guanabara. O jovem tentou fugir, porém acabou caindo no chão da cozinha da sua casa. O adolescente chegou a ser socorrido porém morreu apos ficar cinco dias internado na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Auxiliadora. Após investigações, a prisão de “João Paulinho” ocorreu na manhã desta quarta-feira, que estava escondido na residência de um cunhado, ele afirmou que praticou o crime sozinho e que matou o adolescente por foi ameaçado por ele há um ano. Já “Muchou”, acusado de ter participado do homicídio se apresentou à polícia. O crime, segundo a polícia, aconteceu depois que a vítima prestou depoimento na Delegacia de Investigações Gerais (DIG) sobre a morte de Bruno Teles Viana, de 17 anos, que tem relação com a morte do jovem Lucas Henrique Pagani, de 16 anos, que foi encontrado morto em uma estrada vicinal às margens da rodovia MS-395 no dia 20 de janeiro deste ano. Bruno Viana é o principal suspeito da morte de Pagani. Desse modo, a morte de Viana, Pagani e Couto estão correlacionadas. Segundo o delegado Ailton Pereira de Freitas, da Delegacia de Investigações Gerais de Três Lagoas, a morte dos três jovens, principalmente de Bruno e Couto foram realizadas a mando do PCC (Primeiro Comando da Capital). De acordo com o delegado, a suspeita é de que Bruno tenha adquirido droga para revender e não repassou o dinheiro para a organização.
O delegado suspeita de que apesar de negarem, “João Paulinho” e “Muchou” façam parte do Primeiro Comando da Capital. O delegado ainda afirma que os três jovens mortos já praticaram delitos.

Leia Também

SONHO DA MATERNIDADE
Servidora Pública perde marido para a Covid, mas realiza sonho e dá à luz trigêmeos
LIÇÕES DA BIBLIA
O céu dos céus
covid_04.12 COVID NO BRASIL
Covid-19: país tem 22,1 milhões de casos e 615,5 mil mortes
LIÇÕES DA BIBLIA
Deuteronômio em escritos posteriores
ABUSO DE AUTORIDADE
PM arrasta homem negro algemado em moto; "Como na escravidão", diz gravação
REVOLTANTE
Índia de 13 anos violentada pelo avô busca ajuda e acaba estuprada por 4 em unidade saúde
DOENTIO
Mulher descongela geladeira e encontra corpo de bebê escondido em sacola
PONTE BIOCEÂNICA
Ponte Bioceânica vai ganhar nova data de lançamento; Bolsonaro e Marito participam
AÇÕES DO GOVERNO MS
Com estados da região Sul, Azambuja quer integração ferroviária e união para redução de carbono
PIX SAQUE
Pix Saque começa hoje:comércio vê nova ferramenta como chamariz para clientes,mas teme por segurança