Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 6 de março de 2021
SADER_FULL
Busca
Brasil

Polícia desvenda homicídio, descobre que autor foi morto e comparsa já estava preso

19 Mai 2011 - 10h39Por Midia Max

Policiais civis da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) apresentaram na tarde desta quarta-feira Juliano Silva dos Santos, o Bijula. Segundo investigações ele e um comparsa são autores de uma tentativa de roubo seguida de homicídio contra Juarez Alves Feitosa, no dia 11 de março de 2010, na Avenida Gury Marques, Moreninha II, em Campo Grande.

Juarez Alves Feitosa, de 35 anos, foi tentar ajudar um amigo que ligou para ele dizendo que o seu carro, uma saveiro, tinha dado problemas. Juarez acabou se dirigindo para o local e, quando seu amigo estava debaixo do carro pifado, e Juarez o observava de pé ao lado do veículo, dois ladrões chegaram e exigiram a pochete de Juarez. O rapaz acabou resistindo e um dos ladrões atirou e atingiu Juarez na cabeça.

Ainda de acordo com a polícia o comparsa de Bijula, inclusive quem atirou contra Juarez, é Adriano do Nascimento Nogueira, o Juninho, de 24 anos. O comparsa foi assassinado a tiro quase um ano depois, na Vila Nhá Nhá, no dia 11 de abril.

Bijula já estava preso por conta de uma série de arrastões que fez com outros comparsas em comércios de Campo Grande, inclusive na Sobaria do Beto, onde clientes também tiveram seus pertences levados.

O arrastão ocorreu na noite do dia 14 de julho. O trio, armado, invadiu a sobaria, rendeu os empregados e roubou dinheiro e objetos dos clientes. Na fuga, os ladrões levaram também um carro Fox, veículo que já teria sido vendido no Paraguai.

De acordo com o delegado André Novelli, os investigadores prenderam primeiro Juliano Silva dos Santos, 27, conhecido como Bijula. A partir dali, os policiais identificaram e capturaram a dupla restante.
 

questionado sobre sua participação no caso do assassinato de Juarez, Bijula resumiu a fala em apenas algumas frases: “Nada do que parece ser é. Prefiro não comentar nada porque não tenho ninguém pra me defender. Já perdi tudo, até minha esposa e meus dois filhos”.
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

100 UTI = OBITO
Ministério da Saúde prevê 3 mil mortes por dia por covid-19 nas próximas duas semanas
TRISTEZA NA FAMILIA
'Não tem UTI,amo vcs':a história por trás do tuíte viral que revela mensagens de mãe morta por covid
DISPARO ACIDENTAL
Assessor em fazenda do cantor Leonardo morre vitima de tiro acidental
VIOLENCIA DOMESTICA
Vítima de violência doméstica escreve bilhete com pedido SOS em agência bancária: 'Ele tá ai fora'
ALERTA AO CPF
Confira se o seu CPF foi usado de maneira IRREGULAR por desconhecidos
VAMOS PREVENIR
Igreja Adventista vota documento com orientações sobre cultos e reuniões
ALERTA AOS JOVENS
O que está por trás da alta das internações de jovens com covid
BRASIL EM PÂNICO
Brasil tem novo recorde de mortes por covid em 24 horas: 1.910
100 TRÉGUA
Brasil registra 1.726 mortes em 24 horas e bate novo recorde na pandemia; total chega a 257,5 mil
EXECUÇÃO NA MADRUGADA
Dona de bar é degolada e corpo encontrado nos fundos do estabelecimento