Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 21 de junho de 2021
Busca
Brasil

Polícia de São Paulo descobre lista de "sócios" do PCC

29 Out 2009 - 11h04Por Folha Online

A Polícia Civil apreendeu na quarta-feira (28), durante uma operação contra traficantes que dominavam os pontos de venda de drogas no extremo sul da Grande São Paulo, uma lista com 628 nomes e números de RGs de suspeitos de pagar mensalmente de R$ 300 a R$ 1.500 para a facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital).

A listagem (com dez páginas) estava na casa de Samuel Abreu Costa, o Galego, 39. Ele foi preso pela Delegacia Seccional de Taboão da Serra (Grande São Paulo), sob suspeita de ser um dos chefes da facção no extremo sul da região metropolitana e que, entre outras atribuições, controlava a cobrança da mensalidade dos membros do PCC.

O dinheiro pago mensalmente ao PCC é usado para financiar crimes, comprar cestas básicas para as famílias de alguns detentos, pagar o transporte em dias de visita nos presídios do interior do Estado, enterros e até para corromper policiais.

Quando entra para o PCC, a pessoa já sabe que terá de pagar a mensalidade para contar com a rede de proteção da facção. Caso ela seja presa, seus familiares também recebam ajuda.

O soldado da PM Nelson Gonçalves Nunes, 39, também foi preso, segundo o Comando-Geral da corporação. Nunes foi flagrado em escutas telefônicas autorizadas pela Justiça nas quais conversa com Osvaldo Clemente Pereira, 47, o Veio, também preso ontem.

Em uma conversa, o PM falou com Pereira sobre a prisão de um acusado de tráfico em Taboão da Serra, no dia 15. Na gravação, Veio pediu ao PM para ajudá-lo a livrar o preso. O policial respondeu não poder ajudar porque a prisão devia ter sido feita pela "[Polícia] Civil".

Ao menos outros três PMs do 36º Batalhão, o mesmo de Nunes, também são suspeitos de pegar dinheiro do PCC para evitar prisões dos traficantes.

Outras quatro pessoas foram presas ontem. Foram apreendidos R$ 11 mil, 1.400 pedras de crack, 12 celulares e uma arma.

O único ainda procurado é Antonio Fernando Eloy, 43, o Nando, irmão do vereador José Luiz Eloi (PMDB), presidente da Câmara de Taboão da Serra.

José Eloi e o também vereador José Valdevan de Jesus Santos (PV), o Valdevan Noventa, apareceram em uma investigação policial sob a suspeita de usar duas cooperativas de transporte coletivo de Taboão, para lavar dinheiro para o PCC.

Outro lado

O advogado João dos Reis Netto, defensor do soldado da PM Nelson Gonçalves Nunes, afirmou que seu cliente nega as acusações feitas pela Polícia Civil.

De acordo com o advogado, o PM nunca ajudou integrantes da facção criminosa PCC.

A Folha não pôde entrevistar os presos Osvaldo Clemente Pereira, o Veio, e Samuel Abreu Costa, o Galego, suspeitos de chefiar o PCC no extremo sul da região metropolitana. Até a noite de ontem, eles não haviam constituído advogado.

À polícia Veio assumiu ser do PCC, enquanto Galego negou pertencer à facção criminosa.

O vereador José Luiz Eloi (PMDB), presidente da Câmara de Taboão da Serra, disse não ter ligação com o PCC e que não sabe se seu irmão, Antonio Fernando Eloy, o Nando, é ou não integrante do grupo criminoso.

O vereador disse que pediria a seu irmão, que teve prisão temporária decretada por 30 dias pela Justiça e está foragido, entrar em contato com a reportagem, mas isso não aconteceu até a noite de ontem.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Policial
Criança de 6 anos sofre trauma de crânio após cair de atração no Beto Carrero World
DOSE ÚNICA
Avião com 1,5 milhão de doses da Janssen chega amanhã, diz ministro
REAÇÃO CERTEIRA
Mulher flagra filha sofrendo estupro e esfaqueia pedófilo
VIOLENCIA DOMESTICA
Menina de 12 anos furta bisavô e leva 10 chibatadas da mãe por ordem do CV
MILIONÁRIO
Aposta única fatura prêmio de R$ 7 milhões da Mega-Sena
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa paga hoje 3ª parcela do auxílio emergencial para nascidos em março
LUTO NA MÚSICA
Cantora gospel que defendia tratamento precoce morre de Covid-19 após ter os pulmões comprometidos
VIDEO
Cliente carrega mangueira sem perceber e bomba pega fogo em posto de combustível de Foz do Iguaçu
AÇÕES DO GOVERNO MS
Reinaldo Azambuja propõe projeto com Itaipu para combater assoreamento nos rios Iguatemi e Amambai
COPA X VIRUS
'Desse jeito, o vírus vai levantar a taça', diz deputado após 52 infectados na Copa América