Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 29 de outubro de 2020
SADER_FULL
Busca
ZANZI
Brasil

Polícia controla motim na cadeia pública de Coxim

17 Jul 2007 - 16h24

A Polícia conseguiu controlar o motim na pública de Coxim, depois que os presos atearam fogo e destruíram grades das celas, no fim da manhã de hoje. Desde ontem os presos estavam amotinados por conta da falta de água no local. Antes de atear fogo eles quebraram parte das celas e fizeram muita bagunça, até que, na manhã de hoje, a polícia tivesse colocado fim ao motim. As autoridades policiais, que tinham o fim da rebelião como certo diante do restabelecimento da água no local, foram surpreendidas com o incêndio. Em pouco tempo o Corpo de Bombeiros controlou o incêndio sem permitir que o fogo se alastrasse e causasse grandes prejuízos.

O delegado Bruno Henrique Urban foi até o local e negociou o fim do motim com os detentos. Diante do ocorrido, os presos se acharam no direito de fazer algumas exigências. Entre elas, de acordo com o delegado, os presos pediram a liberação de visitas abertas e as presenças de um promotor e um juiz.

Segundo o delegado, ele concedeu visitas abertas para amanhã. “Cada detento vai receber duas pessoas da família no espaço onde eles tomam banho de sol”, informou o delegado. As próximas visitas ficarão a critério de diretor da cadeia pública, delegado Devair Aparecido Francisco que está de férias, mas retorna na próxima segunda-feira, dia 23.

Edição MS

Dois presos, que foram atingidos por balas de borrachas, pediram que a reportagem do Edição de Notícias os acompanhassem à Santa Casa, onde receberam atendimento médico. Além da imprensa, integrantes da Comissão de Direitos Humanos da OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil de Mato Grosso do Sul) também acompanharam os presos ao hospital.

A cadeia pública de Coxim abriga hoje 62 homens e nove mulheres no regime fechado. Eles dividem cinco celas, cuja capacidade é para 30 presos. A Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) estuda a possibilidade de assumir a direção do local. O assunto foi, inclusive, pauta de audiência pública realizada na semana passada em Coxim.

 

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

INCÓGNITA
Governo ainda não definiu como será o 13º de quem teve corte salarial
ANTICORPOS
Bebê nasce com anticorpos contra covid-19
Vítima contou violência sexual para a tia ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Idoso é denunciado por estuprar filha de amigos e a enteada
FENÔMENO DA NATUREZA
Evento raro: Lua Azul poderá ser vista no Dia das Bruxas
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa deposita auxílio emergencial nesta 5ª feira para nascidos em novembro
FOI MAL
Bolsonaro recua e revoga decreto que facilita privatização dos postos do SUS
90% RECUPERADOS
Brasil tem 158,4 mil mortes por covid-19 desde início da pandemia
ASSEDIO SEXUAL
Dono de loja é preso por estuprar jovem na entrevista de emprego
100 PAGAMENTOS
Mais de 17 milhões devem ficar sem todas as parcelas do auxílio
ASSALTANTES
Apresentador da Record sequestrado é achado em RR teve braços quebrados e amarrados