Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 12 de maio de 2021
Busca
Brasil

Polícia Civil impede ação de invasores

25 Nov 2004 - 15h21
O Prefeito de Itaporã (MS) Marcos Pacco compareceu a Delegacia de Polícia de Itaporã(MS), no dia 23/11, noticiando que um grupo pessoas estariam se mobilizando para invadir uma área pertencente ao município, destinada a loteamento, situada atrás do ginásio de esportes “Marcelo Carbonaro Faleiros”. Segundo o prefeito municipal, a invasão se daria por volta da 16 horas, daquela data, e para evitar que o fato ocorresse solicitava ao delegado Winston Ramão Albres Garcia, mobilizou uma equipe da polícia que conseguiu conter a invasão.

Os policiais encontraram um grupo de pessoas se organizando para invadir uma área de terra de 5 hectares, pertencente ao município . A equipe policial comunicou os invasores que não seria permitida a permanência dos mesmos naquele local, mas eles insistiam em ali se instalar. A partir da informação de que uma pessoa estaria trazendo o material para a confecção dos barracos, foram realizadas diligências com o objetivo de apreender o material, sendo: lonas, ferramentas e diversos postes.

O material estava sendo transportado em um caminhão Ford/F 350 placa HQX-6776 de Itaporã–MS, frete contratado por Paulo Ricardo De Melo e o material, havia sido retirado da residência de Antônio do Nascimento Filho, identificados como sendo integrantes dos grupos que pretendiam invadir a área. Também participavam da organização, Geraldo Francisco de Melo, o qual cedeu sua residência para uma reunião na manhã de 23/11/2004, onde deliberou-se pela invasão, além de Paulo Carminat Bomfim, Luciana Alves da Silva, Ana Ricardo de Melo, Elizabete da Silva Chaves, Maria Medina Ricardo de Melo, Vera Lucia de Arujo.

Segundo o Delegado, os invasores alegavam que a invasão foi organizada em represália à não aprovação, pela câmara municipal, de um projeto de lei do Prefeito Municipal, que visava regulamentar a doação de lotes, na área, para a construção de casas populares. Com isso, um grupo de pessoas, descontentes com o ocorrido, passaram a incitar a invasão o que foi obstruída pela ação policial.

 

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada
TERROR NA CRECHE
Sob forte emoção moradores de Saudades realizam velório coletivo das vítimas do ataque à creche
CHEGANDO FORTE
Frio chega com força e provoca geada no Sul
TERROR EM CRECHE
Jovem invade escola e mata três crianças e duas funcionárias