Menu
SADER_FULL
quarta, 16 de junho de 2021
Busca
Brasil

PMDB se irrita com Lula e cobra respeito à escolha do vice do partido

11 Dez 2009 - 16h44Por Folha Online

O PMDB reagiu nesta sexta-feira à afirmação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva de que o partido deve indicar uma "lista tríplice" para que a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) escolha o candidato a vice em 2010. Irritado com as palavras de Lula, o líder do PMDB na Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves (RN), disse que o partido respeita a discussão interna do PT, mas que a recíproca tem que ser "absolutamente verdadeira".

"O PT já definiu sua candidatura à Presidência. Seus critérios e discussões internas merecem o respeito, a lealdade e a confiança do PMDB. Mas a recíproca tem, e terá, que ser absolutamente verdadeira. E o nosso partido sequer admite pensar diferente. O correto para o PMDB é o que o PMDB entender ser o correto", afirmou líder.

Em nota, Alves diz ainda que a declaração de Lula "não bate à porta do PMDB" porque fica situada em "imprevisíveis caminhos que levarão à eleição presidencial".

O líder reitera que há um pré-acordo entre o PT e o PMDB para a indicação à vice-presidência, mas afirma que a convenção nacional da legenda, prevista para março, é que definirá se a aliança vai sair do papel.

"É o debate, é a decisão democrática e soberana da convenção nacional que escolherá, ser for aprovada a aliança, o seu único candidato à vice-presidência da República. Essa prerrogativa, esse direito, por favor, ninguém tente restringir. Em respeito ao PMDB", disse.

Na nota, Alves afirma que o "grande patrimônio do PMDB" são as suas bases, lideranças estaduais e municipais.

Além de Alves, o presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), também reagiu à afirmação de Lula. O peemedebista encaminhou ofício nesta sexta-feira ao diretor-geral da Polícia Federal, Luiz Fernando Corrêa, com o pedido para que a instituição divulgue supostas "munições" que teria contra ele --em meio à Operação Caixa de Pandora, que investiga irregularidades no governo do DF.

Temer cita, no ofício, afirmação de um petista ligado à campanha de Dilma teria "bala na agulha" contra Temer.

"Essa informação teria nascido de dirigente petista insinuando que este a teria colhido na Polícia Federal. Em face dessa circunstância, requeremos a Vossa Senhoria que nos informe ou dê a público eventuais fatos comprobatórios", diz Temer.

Antes da denúncia do mensalão do DEM, Lula não havia sugerido ao partido apresentar vários candidatos para a chapa de Dilma --uma vez que o nome de Temer era dado como certo dentro do PMDB para a vice-presidência ao lado da petista.

Ontem, Lula disse que PMDB tinha todo o direito de "exigir" a vaga de vice porque é o maior partido aliado, mas não deve impor somente um nome. "O correto não é nem o PMDB impor um nome só. O correto é o PMDB discutir dentro do PMDB, indicar três nomes para a ministra Dilma para que ela possa escolher, porque isso é que nem casamento. Quem vai casar com o vice é a candidata, e você não pode empurrar pra ela alguém que não tem afinidade com ela porque aí será discórdia total", afirmou.

Questionado se o presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), e o ministro Edison Lobão (Minas e Energia) seriam bons candidatos a vice de Dilma, Lula disse que ainda é muito prematuro discutir nomes, "seja quem quer que seja". Porém, ressaltou que Temer e Lobão têm vida política "comprovada e aprovada".

Operação abafa

O presidente do PT, deputado Ricardo Berzoini (SP), saiu a campo nesta sexta-feira para tentar reduzir o constrangimento gerado no PMDB pelo presidente. "Não houve nenhum tipo de encaminhamento nesse sentido e quem está conduzindo as conversas com o PMDB é o PT. Eu já liguei para o Michel Temer e para o Henrique Eduardo Alves (líder do PMDB na Câmara) e já disse que isso não corresponde à posição do PT", disse Berzoini à Reuters.

Para Berzoini, a manifestação de Lula foi "impensada" e não corresponde ao que já foi conversado entre PT e PMDB. Os dois partidos fecharam um pré-acordo que prevê a parceria na disputa presidencial.

"Chapa se compõe sempre pelo entendimento de dois lados. Nós estamos indicando a Dilma. Se eles tiverem alguma opinião em relação a Dilma, eles têm que dizer. E vice e versa. Até agora, todas as conversas são o seguinte: quem indica o vice é o PMDB", ressaltou o presidente do PT.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FAMOSIDADES
Apresentador mostra fotos de viagens românticas com filha de Faustão e se declara
SEIS DIAS DE TERROR
Homem mata uma família e aterroriza moradores em seis dias de fuga deixando rastros de crimes
TRISTEZA E COMOÇÃO
Jovem engenheiro morre em acidente com moto e comove cidade
MUI AMIGO
Homem obriga mulher de amigo a fazer sexo oral e leva surra em delegacia
DOENÇA DO SÉCULO
Homem de 33 anos deixa carta de despedida e tenta pular de ponte
ABSURDO
Família registra boletim de ocorrência após vitima de covid ser sepultado em cemitério errado
ANTECIPAÇÃO
Governo antecipa pagamento de parcelas do auxílio emergencial
918d8b7fa56ee0a828ae4ad908fedeb3 ATENTADO AO PUDOR
Casal é flagrado fazendo sexo em plena praça pública no dia dos Namorados
TRAGEDIA NA RODOVIA
Jovem morre após desviar de buraco e cair com carro em córrego
+ AUMENTO
Gás de cozinha fica mais caro a partir desta segunda feira, 14