Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 6 de agosto de 2020
SADER_FULL
Busca
BANNER ECO TOUR
Brasil

PMDB estuda substituir Trad nas eleições municipais de 2008

15 Mai 2007 - 10h46

Mesmo a contragosto de algumas lideranças mais próximas da família Trad, peemedebistas trabalham, nos bastidores, para uma eventual substituição da candidatura do prefeito da Capital, Nelsinho Trad, por outra de maior agregação de votos para as eleições do ano que vem.

Candidato a reeleição em 2008, Trad, segundo fontes próximas de uma alta liderança do partido com mandato no Congresso Nacional, estaria com seu potencial político praticamente esgotado, podendo chegar a outubro do próximo ano sem força política o suficiente para garantir a manutenção do PMDB no comando da prefeitura.

Os motivos para o mergulho do prefeito em patamares de votos inferiores ao que ele precisaria para se manter na prefeitura teriam a ver com sua fraca aceitação entre as camadas mais carentes da população e pela timidez dos seus programas sociais, praticamente uma cópia piorada das investidas de seu antecessor, o governador André Puccinelli (PMDB), na periferia da Capital, cuja agenda sempre foi pautada por projetos que não passaram de paliativas obras de asfalto, mesmo assim com algum custo aos moradores.

A estratégia peemedebista, chamada de “plano B”, teria começado a ser rascunhada nos últimos dias, depois que pesquisa de intenção de votos colocou Trad em patamares idênticos aos do petista Delcídio Amaral, que, sem muito se expor aos eleitores da Capital, vem ganhando, a cada dia que passa, cada vez mais simpatia entre o eleitorado do município.

Segundo as fontes peemedebistas, o “plano B” não significaria que Trad estaria, de antemão, alijado do processo eleitoral de 2008. Ele serviria como uma carta na manga dos peemedebistas que temem pela perda da prefeitura da Capital, depois de anos de poder no município.

As mesmas fontes alertam que a elaboração do plano, no entanto, está em vigor, tamanha é a relação de fatos que vêm depondo contra a candidatura à reeleição de Trad. Entre os outros motivos está a intenção de siglas parceiras do prefeito, como o PSDB, PDT e PPS, de disputarem a prefeitura em 2008, o que poderia enfraquecer a coligação de Trad de forma substancial, fomentando a candidatura do senador Delcídio Amaral.

Estratégia - O prefeito, aliás, tem demonstrado, com atos práticos, sua estratégia de tentar barrar a intenção dos aliados de se tornarem seus opositores nas eleições de 2008. Uma das providências, publicamente conhecida, foi a nomeação do vereador pedetista Jorge Martins para a Secretaria de Administração do município. A providência veio, mais tarde, seguida da nomeação do ex-senador tucano Juvêncio da Fonseca em um cargo próximo de Puccinelli.

Segundo as fontes peemedebistas, o emprego dado a Juvêncio, que passou a receber salário de R$ 9 mil, foi uma imposição de Trad para tentar agradar lideranças tucanas no município, que se movimentam para sair da coligação do prefeito ainda no segundo semestre deste ano.

Uma outra legenda, o PPS, menos expressiva, também já dá sinais de que deve se aventurar com candidatura própria nas eleições de 2008 na Capital. Sem os socialistas, os tucanos e o PDT, analisam alguns peemedebistas, o barco em que Trad navega pode perder território para o PT e naufragar antes mesmo de outubro de 2008 chegar. Daí a elaboração do plano que está em curso no núcleo peemedebista.

 

(Do blog de Gilmar Lisboa)

Deixe seu Comentário

Leia Também

FÁTIMA DO SUL - DICA CIA DO BICHO
Saiba o que são rações terapêuticas, Cia do Bicho destaca vários tipos, confira
BRASIL - 96.326 MORTES
Brasil tem 2.817.473 casos de Covid-19, indica consórcio de veículos da imprensa em boletim das 13h
EXPLOSÃO EM BEIRUTE
Libanês se emociona e diz: Parecia uma bomba atômica, que acabou com tudo
BORA PRA BONITO - MS
Crie laços com a natureza em Bonito, MS!
LUTO NO CIRCO
Palhaço mais velho do Brasil morre aos 77 anos vítima de coronavírus
TRAGEDIA NA RODOVIA
Familia se despede de parentes mortos em acidente na BR-277
NA CASA DELE
Tio estupra criança de 4 anos e dá chocolate para ela não contar
BOCA DA ONÇA É NO MS
Maior cachoeira do MS, Boca da Onça retorna com muitas novidades, confira
ACIDENTE TRÁGICO
Vitimas do acidente na BR 177 são identificadas: 3 são da mesma familia
CORRUPÇÃO NA SAUDE
MP aponta 'vergonhosa fraude' e aciona prefeito a devolver R$ 4,136 milhões