Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 18 de janeiro de 2021
Busca
DEODÁPOLIS

PMA autua fazendeiro por degradar área de preservação permanente em Deodápolis

9 Fev 2011 - 16h00Por PMA

O dono de uma propriedade rural do município de Deodápolis recebeu uma multa de R$ 30 mil e deve responder por crime ambiental por construir uma represa ilegal em sua fazenda. A irregularidade foi verificada por policiais militares ambientais de Dourados em fiscalização nas propriedades rurais da região de Deodápolis.

De acordo com a PMA, o proprietário rural havia construído uma represa sem autorização ambiental em um córrego. No local os policiais também encontraram um desvio do curso da água para funcionar uma roda d’água na propriedade. As ações afetaram diretamente uma grande área de preservação permanente.

As atividades na fazenda foram interditadas pela PMA. O proprietário rural pode pegar pena de um a três anos de detenção por destruir uma área de preservação permanente. Ele também foi notificado a realizar um plano de recuperação da área degradada que deve ser apresentado junto ao órgão ambiental responsável para iniciar a recuperação da área.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Na calada da noite, namorado da avó estupra criança de 12 anos e é espancado por vizinhos
CONCURSO PÚBLICO
Concurso da Aeronáutica somam com as 21 mil vagas em outros concursos que a semana oferece
DEU RUIM
Jovem é atingido por raio enquanto usava celular no banheiro
PROVA DO ENEM
Confira as medidas de segurança durante a prova do Enem
SAIU O EDITAL
Com salário de até R$ 23,6 mil, Polícia Federal abre inscrição em concurso no dia 22
DESESPERO EM MANAUS
Médicos e familiares de pacientes descrevem colapso com falta de oxigênio em Manaus; leia relatos
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa libera saque da última parcela do auxílio emergencial a aniversariantes em julho
HORROR NA NOITE
Crianças são encontradas chorando ao lado de corpos de pais assassinados
DOR E DESCASO
Filho é obrigado abrir cova para enterrar próprio pai por não encontrar coveiro em cemitério
SEUS DIREITOS
Trabalhador afastado por Covid-19 tem direito a auxílio-doença do INSS