Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 19 de janeiro de 2021
Busca
Brasil

PMA apreende agrotóxico irregular e emite R$ 75 mil em fazenda de Aral Moreira

26 Jan 2011 - 17h44Por Capital News

A Polícia Militar Ambiental apreendeu, em uma fazenda em Aral Moreira, uma grande quantidade de agrotóxico armazenada de forma irregular e agrotóxicos ilegais. O gerente da propriedade foi preso.

O flagrante ocorreu na fazenda Salamanca, durante operação realizada por policiais de Naviraí. Em um primeiro depósito vistoriado foram encontrados recipientes com produtos vencidos, caixas acondicionando embalagens rompidas e com sobras de defensivos solúveis da marca “Áquila”, assim como defensivos do tipo pó solúvel fracionados em onze embalagens sem rótulos, pesando aproximadamente 1,2 kg. Também havia embalagens de agrotóxicos vazias que não foram submetidas à tríplice lavagem e vazadas, e embalagens reutilizadas e outras descartadas com o lixo doméstico.

Em outro depósito foram encontrados 20 galões de cinco litros de agrotóxicos, que estavam com os rótulos arrancados para dificultar a identificação, mas os policias encontraram em um pedaço do rótulo as inscrições de origem paraguaia, indicando contrabando - o gerente da fazenda disse ter adquirido o produto de um desconhecido. No mesmo local ainda foram encontradas 20 embalagens fracionadas de agrotóxicos em pó. Embalagens vazias ainda foram encontradas espalhadas pela fazenda.

Na propriedade, os policiais verificaram que havia sido degradada parte da mata ciliar de um córrego para colocar bombas para puxar água para dissolver os agrotóxicos a serem utilizados na lavoura.

O funcionário detido foi conduzido para a Delegacia de Polícia Federal de Ponta Porã e autuado em flagrante por crime ambiental previsto pelo artigo 56 da Lei 9.605/98 (produzir, processar, embalar, importar, exportar, comercializar, fornecer, transportar, armazenar, guardar, ter em depósito ou usar produto ou substância tóxica, perigosa ou nociva à saúde humana ou ao meio ambiente, em desacordo com as exigências estabelecidas em leis ou nos seus regulamentos).

A PMA efetuou a apreensão do produto e confeccionou um auto de infração administrativo contra a pessoa jurídica da Fazenda e arbitrou multa de R$ 60 mil pelo agrotóxico e mais R$ 15 mil pela destruição da área de preservação permanente.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SEU BOLSO
Litro da gasolina sobe R$ 0,15 nas refinarias da Petrobras
ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Na calada da noite, namorado da avó estupra criança de 12 anos e é espancado por vizinhos
CONCURSO PÚBLICO
Concurso da Aeronáutica somam com as 21 mil vagas em outros concursos que a semana oferece
DEU RUIM
Jovem é atingido por raio enquanto usava celular no banheiro
PROVA DO ENEM
Confira as medidas de segurança durante a prova do Enem
SAIU O EDITAL
Com salário de até R$ 23,6 mil, Polícia Federal abre inscrição em concurso no dia 22
DESESPERO EM MANAUS
Médicos e familiares de pacientes descrevem colapso com falta de oxigênio em Manaus; leia relatos
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa libera saque da última parcela do auxílio emergencial a aniversariantes em julho
HORROR NA NOITE
Crianças são encontradas chorando ao lado de corpos de pais assassinados
DOR E DESCASO
Filho é obrigado abrir cova para enterrar próprio pai por não encontrar coveiro em cemitério