Menu
SADER_FULL
domingo, 11 de abril de 2021
Busca
Brasil

PM recolhe 23 veículos irregulares em Dourados

25 Out 2004 - 10h58

Operação realizada pela Polícia Militar na noite do último sábado resultou na apreensão de 23 veículos entre motos, caminhonetes e motocicletas que estavam circulando de forma irregular.
A informação foi prestada pelo gerente da Agência Regional de Trânsito do Detran, Auro César Caimar ao explicar que os veículos estão no pátio do Detran até que os seus proprietários façam a devida regularização.

A maioria dos veículos foram apreendidos na rua Toshinobu Katayama na região onde funcionam várias lanchonetes, local onde sempre acontecem rachas e desordens, fatos de conhecimento de toda a sociedade.

Caimar afirmou alguns veículos eram conduzidos por menores de idade e pessoas sem habilitação. Ele citou outras infrações cometidas pelos motoristas como: escapamento em desacordo com a legislação; veículo sem placas; estacionamento em local proibido, veículos sem documentos; CRV vencido entre outras irregularidades.

 
 
 
Fátima News

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVO CÓDIGO DE TRANSITO
Novo Código de Trânsito entra em vigor na segunda-feira; veja mudanças
LOCKDOWN É A SOLUÇÃO?
Araraquara X Bauru: dois retratos do Brasil com e sem lockdown contra a covid-19
AGRICULTURA SUSTENTAVEL NO MUNDO
II Congresso Mundial de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta deve receber 1 mil inscrições
MORTANDADE
Brasil bate marca de 4 mil mortes por Covid registradas em um dia pela 1ª vez
COPA LIBERTADORES
Santos vence o San Lorenzo na Argentina e abre vantagem por vaga nos grupos da Libertadores
FATALIDADE
Técnico de informática morre após levar choque a partir de fone de ouvido
CANALHA
Pai comete estupro e diz que filha precisa saber "como é ter um homem"
SOB INVESTIGAÇÃO
Cantor gospel e pastor é encontrado morto e amarrado em árvore
CONTAMINAÇÃO
Igrejas superam mercado e consultório médico em risco de transmissão de Covid-19, aponta estudo
CRISE NA PANDEMIA
Número de brasileiros que vivem na pobreza quase triplicou em seis meses, diz FGV