Menu
SADER_FULL
domingo, 13 de junho de 2021
Busca
Brasil

Pirataria de TV por assinatura por satélite poderá ter fim

23 Nov 2009 - 08h29Por Folha Online

Em Dourados, com o corte do sinal da TV por assinatura via satélite, mais de 90% da cidade continuará sem sinal da Telefônica, que começará nos próximos dias a troca dos cartões de acesso condicional dos decodificadores de TV por assinatura por DTH, o que na prática visa acabar de uma vez por todas com a “Sky Gato”, onde através de um investimento que atualmente chega à aproximadamente R$ 600 as pessoas assistem mais de 300 canais de graça com um aparelho do tipo AZBox ou similar, comprado no mercado ilegal.

Pelos informes da telefônica, o dia 25 deste mês será o último de “alegria” de quem possui o aparelho. Esses aparelhos permitem a recepção de sinal por satélite dos canais da telefônica e uma vez carregados com algoritmos de encriptação disponíveis na Internet oferecem centenas de canais sem custo nenhum.

A Viacabo, concorrente da Telefônica, já estuda aproveitar os aparelhos ilegais após o corte do sinal, A idéia é não cobrar a instalação dos usuários que já o possuem.

Coisa feia

Em agosto, durante um encontro das Associações Brasileiras de TV por Assinatura - ABTA 2009, em São Paulo, Dourados foi citada como um dos maus exemplos em se tratando de pirataria de TV por assinatura, ao lado de Rondonópolis (MT), Foz do Iguaçu/PR e Cascavel/PR.

Antônio Salles, diretor de tecnologia da Viacabo e diretor do Seta, afirmou não há um levantamento do prejuízo que o comércio dos “chupa-cabras”, como são conhecidos os receptores acarretam ao setor. "Ainda não sabemos como combater essa pirataria, uma vez que a caixa, em si, não é ilegal", disse Salles.

Alguns operadores pequenos do Paraná e Minas Gerais estimam que mais de 60 mil caixas AZBox entraram ilegalmente no Brasil.

Explicação

Na época a operadora, representada na por Leila Loria, diretora geral da TVA, parceira da Telefônica, o assunto trata-se de um problema técnico, jurídico e policial a ser resolvido com o fornecedor do sistema de acesso condicional, a Nagravision. "A Telefônica não comprou o sistema de controle de um desconhecido, foi do maior fornecedor mundial", disse Leila Loria, ressaltando que a empresa já estava adotando contramedidas, e lembrou que esse é um problema que já foi enfrentado no Brasil pela DirecTV por duas vezes.

Investimento lucrativo e proibido

Quem investe nos aparelhos geralmente gasta entre R$ 400 e R$ 600, sendo que a mensalidade de algumas TVs por assinatura com menos canais que os “chupa-cabras” chegam a custar R$ 229 por mês, enquanto os receptores dão direito à assistir os canais de graça após o investimento único

Em Dourados, fora o problema das TV’s por assinatura via satélite, há ainda o problema da falta de alcance das TVs à cabo, pois somente regiões centrais e “nobres” da cidade possuem o serviço, o que abre brechas para que o douradense vá até o Paraguai, compre e instale o aparelho nos locais onde não chegam as TV’s por assinatura.

Informações de usuários dão conta que há casos em que o sinal é interrompido e por e-mail chegam atualizações de senhas para retomada do sinal.

Um problema nacional

O problema afeta todo o setor. O presidente da Sky, Luis Eduardo Baptista, afirmou que houve queda de 28% nas vendas da operadora na Região Sul.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CÓDIGO DE TRÂNSITO
Mudanças no código de trânsito brasileiro e suas implicações para motoristas
ESPORTE PELO MUNDO
Em fase artilheira no Cazaquistão, lateral Bryan, ex-Cruzeiro, valoriza presença e relacionamento
FOTO: Só Notícias / Luan Cordeiro / ASSESSORIA COPA AMÉRICA 2021 - NO BRASIL
COPA AMÉRICA: Confira as 06 Seleções que jogarão na Arena Pantanal
biden vacinas capa 696x487 SOLIDARIEDADE
Biden anuncia que vai mandar vacinas para o Brasil e outros países
FENÔMENO RARO
Junho tem Eclipse Solar, Lua de Morango e dia mais longo do ano
PROTESTOS PELO BRASIL
29M pelo fora Bolsonaro chegou a mais de 200 cidades e ganhou as redes sociais
ATENTADO AO PUDOR
Prostitutas exibem partes íntimas no meio da rua, moradores reclamam, Vídeos
NA BRONCA
Bolsonaro aciona STF contra decretos estaduais que impõem restrições para conter Covid-19
BARBÁRIE
Homem encontra partes do corpo do filho em rio
FENÔMENO RARO
Super Lua de Sangue e Eclipse total acontece nesta quarta