Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 18 de maio de 2021
Busca
Brasil

Picarelli requer Moção de Congratulações à Silvio Santos

25 Nov 2004 - 13h00
Pela realização da 7ª edição do Teleton, transmitida ao vivo pelo SBT nos dias 19 e 20 deste mês, o deputado estadual Maurício Picarelli (PTB) protocolou moção de congratulações aos colaboradores da maratona televisiva que arrecada recursos para a causa dos portadores de deficiências. Na lista vigoram o diretor-presidente do SBT nacional, Silvio Santos; o diretor-presidente da AACD (Associação de Assistência à Criança Deficiente), Alex Chafic Maluf e o diretor-presidente da TV Campo Grande (afiliada do SBT no Mato Grosso do Sul), Antônio João Hugo Rodrigues.

Escolhido o apresentador mais popular da TV Campo Grande, a frente do programa ‘O Povo na TV’, Picarelli representou Mato Grosso do Sul no Teleton 2004. Em sua passagem por São Paulo (SP), o parlamentar dividiu o palco com o apresentador Gugu Liberato no dia 20 e permaneceu no ar por aproximadamente uma hora. Segundo ele, ‘foram momentos de muita emoção’.

"Presenciei casos muito críticos de crianças deficientes que, por não contarem com um local adequado para o tratamento, permanecem estagnadas. O que me chamou mais atenção, porém, foram os casos de pessoas que chegam a adotar crianças deficientes, mesmo sabendo que elas tem esse problema. É uma lição de vida; um verdadeiro exemplo de cidadania."

A meta do programa era arrecadar R$ 16 milhões e acabou superando a quantia em aproximadamente R$ 16,4 milhões. "Mato Grosso do Sul teve uma importância significativa na conquista desse valor, afinal, injetou cerca de R$ 350 mil através das ligações. Espero que futuramente uma unidade da AACD seja construída aqui no Estado."Ação – Desde o início de sua realização no Brasil, a receita do Teleton já permitiu a construção de cinco novas unidades da AACD e ampliação das instalações da sede da entidade em São Paulo (SP). O dinheiro arrecadado no ano passado permitiu a construção do sétimo centro de reabilitação da Associação em Nova Iguaçu (RJ), inaugurado no dia 28 de setembro.

Em 1998, os R$ 14 milhões arrecadados foram utilizados para construir e equipar o centro de reabilitação da Associação em Recife (PE). No ano seguinte, a campanha conseguiu verba de R$ 9,2 milhões, aplicados na construção do centro de Porto Alegre (RS), inaugurado em 2000. Já a maratona de 2000 conseguiu arrecadar R$ 10,2 milhões e, graças a esses recursos, foi construída a Associação na cidade de Uberlândia (MG). Os mais de R$ 12 milhões arrecadados em 2001 permitiram a manutenção dos centros já existentes, além da construção do bloco de ambulatórios do Centro de Reabilitação de São Paulo. Em 2002, o Teleton bateu recorde na história do programa no Brasil, com arrecadação de R$ 16,5 milhões. O valor foi investido em centro de reabilitação, em Osasco (SP).Confira o texto da Moção na íntegra:

"A Assembléia Legislativa do Estado de Mato Grosso do Sul vem a público congratular-se com os Ilustríssimos Senhores Sílvio Santos, presidente do SBT; Alex Chafic Maluf , presidente da AACD e Antônio João Hugo Rodrigues, diretor-presidente da TV Campo Grande, pela realização da Campanha ‘Teleton 2004’, uma verdadeira corrente e maratona televisionada de solidariedade, com o objetivo de ajudar os cidadãos portadores de deficiência física.

Desde o 1º Teleton Brasileiro, que foi ao ar em meados de maio de 1998, transmitido pela Rede da Amizade (união de emissoras de rádio e televisão), os cidadãos brasileiros têm participado ativamente desta maratona e contribuído, significativamente, com doações a AACD.

Atualmente, o SBT, numa demonstração ímpar de solidariedade, cidadania e preocupação com aqueles que realmente precisam de nosso auxílio, produz o Teleton, em parceria com a AACD. O SBT, além da produção do evento, disponibiliza o seu elenco e abre sinal de transmissão para todo o território nacional, permitindo, desta forma, que todas as outras emissoras participem desta caminhada que é de todos nós: possibilitar que a AACD possa ampliar o atendimento aos portadores de deficiência física.

Trata-se de uma demonstração explícita de preocupação com a causa social e total despreendimento, pois, neste momento, essa emissora esquece-se de todo e qualquer nível de competição com as demais emissoras, para dedicar-se totalmente a uma justa causa.

Filiada ao SBT, a TV Campo Grande, através de seu diretor-presidente, Antônio João Hugo Rodrigues, também fez questão de participar, levando parte do elenco regional para compartilhar e auxiliar nesta empreitada em busca de doações para a AACD.

Este evento, até o dia 23 de novembro, ultrapassou a sua meta e já arrecadou R$ 16.004.325,00, que serão destinados à ampliação do atendimento à milhares de crianças deficientes.

Numa maratona que foi ao ar com programação de 27 horas ao vivo, transmitida nacionalmente pelo SBT nos dias 19 e 20 de novembro passado, o Teleton 2004 será, com certeza, até o dia 8 dezembro (data limite para doações) o maior evento arrecadador de doações deste ano.

Nossas mais sinceras congratulações à toda a equipe supra mencionada, que possibilitou e contribuiu para a realização e sucesso desse evento."

(Assessoria de Imprensa Dep. Picarelli)

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRAGÉDIA NO HARAS
Vaqueiro morre ao ser arrastado por boi durante vaquejada, em Paranatama; veja vídeo
Foto: Divulgação/Instagram LUTO NA MÚSICA
MC Kevin morre aos 23 anos no Rio de Janeiro
SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho