Menu
SADER_FULL
terça, 13 de abril de 2021
BANNER EMAGRECEDOR VICENTINA
Busca
Brasil

PIB do Brasil cresceu 5,7% no segundo trimestre do ano

31 Ago 2004 - 10h34
O Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil cresceu 5,7% no segundo trimestre do ano, ante igual período de 2003 e registrou aumento de 1,5% sobre o primeiro trimestre, no indicador com ajuste sazonal, segundo dados divulgados hoje pelo IBGE.

Esses resultados ficaram dentro das estimativas do mercado que variavam de 4,1% a 6,9% para a comparação com o 2º trimestre de 2003 e entre 0,9% e 2% em relação aos primeiros três meses do ano. No acumulado do primeiro semestre de 2004, o PIB cresceu 4,2% e no acumulado dos últimos quatro trimestres a alta foi de 1,7% ante os quatro trimestres imediatamente anteriores.

O resultado do segundo trimestre, ante o mesmo período de 2003, ficou 0,7 ponto porcentual acima da mediana das expectativas do mercado. A taxa de expansão do PIB do segundo trimestre ante o primeiro trimestre ficou 0,40 ponto porcentual acima da mediana das projeções. O aumento de 5,7% do PIB ante o segundo trimestre de 2003 foi a maior taxa registrada pelo IBGE nessa base de comparação desde o terceiro trimestre de 1996.

Indústria puxa crescimento - A indústria puxou o crescimento de 5,7% do PIB no segundo trimestre ante igual período de 2003. Segundo o IBGE, a indústria cresceu 6,6% nesta base de comparação, enquanto a agropecuária registrou crescimento de 5%, e os serviços, de 4,4%. Na comparação do segundo trimestre com o primeiro trimestre deste ano o maior crescimento entre os setores foi registrado nos serviços (2,5%), enquanto a agropecuária (-0,3%) e a indústria (0,2%) apresentaram taxas nesta série com ajuste sazonal consideradas "estáveis" pelo IBGE.

No acumulado do primeiro semestre do ano, o maior resultado entre os setores foi registrado na agropecuária, com aumento de 5,7% ante igual semestre do ano passado. A indústria cresceu 4,7% no semestre e os serviços registraram alta de 2,8%. Segundo o IBGE, o aumento de 4,2% do PIB do País no primeiro semestre de 2004 foi o maior registrado em um primeiro semestre desde o ano 2000 quando o crescimento havia sido de 4,7%.

Crescimento de investimentos - Os dados do PIB mostram crescimento dos investimentos no País. o indicador que mede os investimentos, que é Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF) mostrou crescimento de 11,7% no segundo trimestre deste ano ante igual período do ano passado. Houve aumento dos investimentos também no segundo trimestre na comparação com o primeiro trimestre (1,5%), e acumulou aumento de 6,8% no primeiro semestre ante igual período de 2003, representando a taxa semestral mais alta de crescimento dos investimentos desde 2001.

Segundo avalia o IBGE, "a formação bruta de capital fixo mostrou crescimento de 1,5% no primeiro semestre, ratificando a retomada iniciada no terceiro trimestre de 2003".

 

Agência Popular


Deixe seu Comentário

Leia Também

EXEMPLAR
Cidade modelo que vacinou 64% da população vê casos de covid-19 caírem 78%.
NOVO CÓDIGO DE TRANSITO
Novo Código de Trânsito entra em vigor na segunda-feira; veja mudanças
LOCKDOWN É A SOLUÇÃO?
Araraquara X Bauru: dois retratos do Brasil com e sem lockdown contra a covid-19
AGRICULTURA SUSTENTAVEL NO MUNDO
II Congresso Mundial de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta deve receber 1 mil inscrições
MORTANDADE
Brasil bate marca de 4 mil mortes por Covid registradas em um dia pela 1ª vez
COPA LIBERTADORES
Santos vence o San Lorenzo na Argentina e abre vantagem por vaga nos grupos da Libertadores
FATALIDADE
Técnico de informática morre após levar choque a partir de fone de ouvido
CANALHA
Pai comete estupro e diz que filha precisa saber "como é ter um homem"
SOB INVESTIGAÇÃO
Cantor gospel e pastor é encontrado morto e amarrado em árvore
CONTAMINAÇÃO
Igrejas superam mercado e consultório médico em risco de transmissão de Covid-19, aponta estudo