Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 23 de outubro de 2021
Busca
Brasil

PFL e PSDB vão pedir ao TSE cassação da candidatura de Lula

18 Set 2006 - 10h18

Os presidentes do PSDB e do PFL, Tasso Jereissati e Jorge Bornhausen, vão se reunir nesta tarde no Rio de Janeiro com o presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Marco Aurélio Mello, para discutir a representação que os dois partidos querem apresentar ao tribunal com pedido de cassação do registro da candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência da República.

Os dois partidos alegam que o governo interferiu no processo eleitoral diante do suposto envolvimento do PT na intermediação da compra de um dossiê contra Geraldo Alckmin e José Serra (candidatos do PSDB à Presidência e ao governo de São Paulo), negociado com um dos chefes da máfia dos sanguessugas.

Tasso e Bornhausen solicitaram a audiência com o presidente do TSE para entregar cópia da representação contra o candidato petista. A ação ainda não foi protocolada no TSE, mas para que tenha validade, precisa ser entregue oficialmente na sede do tribunal, em Brasília.

Os advogados da coligação de Geraldo Alckmin acusam o governo federal de interferir na campanha à Presidência da República ao evitar o flagrante da compra do dossiê. Segundo o PSDB, a Polícia Federal só permitiu a exposição pública do material apreendido em Cuiabá, com fotos e DVDs de Serra e Alckmin, fazendo a ligação dos tucanos com a máfia das ambulâncias. O partido alega que a PF não permitiu a exposição de Gedimar Pereira Passos e Valdebran Padilha da Silva, presos em São Paulo com dinheiro para a suposta compra do dossiê.

Gedimar Passos afirmou em depoimento à Polícia Federal que foi contratado pela Executiva Nacional do PT para negociar com a família Vedoin a compra de um dossiê contra os tucanos --e que do pacote fez parte entrevista acusando José Serra de envolvimento na máfia sanguessuga. Em seu depoimento, que a Folha de S.Paulo teve acesso, Gedimar declarou ter entregue R$ 1 milhão do total que seria pago aos donos da Planam (cerca de R$ 1,7 milhão) a Valdebran da Silva, intermediário da família no negócio.

 

 

Folha Online

Leia Também

OLIMPÍADA 2024
Atletas de MS terão bolsas de até R$ 7 mil para competir nos jogos olímpicos
LIÇÕES DA BÍBLIA
Estudo adicional
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra 15.609 casos e 373 mortes em 24 horas
ESTAVA DESAPARECIDO
Corpo de pescador é encontrado dentro de jacaré
LIÇÕES DA BÍBLIA
O principal mandamento
BAIXARAM A GUARDA
Covid-19: Brasil registra 390 mortes e 12,9 mil casos em 24 horas
LIÇÕES DA BÍBLIA
Se me amam, guardarão os Meus mandamentos
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Funtrab está com 655 vagas para indígenas interessados em trabalhar em lavouras de maçã em SC e RS
ALERTA TEMPORAIS
Chance de Tempestades (La Ninã) no final do ano é de 87%, aponta atualização do NOAA
LIÇÕES DA BÍBLIA
Ele nos amou primeiro