Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 24 de outubro de 2021
Busca
Brasil

PF investiga outra cerealista em Dourados

9 Set 2006 - 07h53
Após o caso Campina Verde, que no início desta ano resultou na prisão dos empresários Nilton Rocha Filho, Aurélio Rocha e Nilton Fernando Rocha, agora é a cerealista Comércio de Cereais Laranja Lima, instalada no distrito de Indápolis, em Dourados, que está na mira da Polícia Federal.

Conforme o delegado da Polícia Federal, Bráulio César Galonni, responsável pelas investigações, a empresa é acusada de cometer os crimes de sonegação fiscal e lavagem de dinheiro. Segundo ele, a cerealista foi estabelecida no ano de 2000, em sucessão a outra empresa que seria também de Marcos Depieri Holterman, atual sócio da cerealista. O empresário e agropecuarista Celso Zanatta seria sócio de Holterman na Laranja Lima.

Na quarta-feira, equipes da Polícia Federal cumpriram mandado de busca e apreensão na sede da empresa, na casa do empresário e no escritório de contabilidade Contalex.

De acordo com Galonni, nestes locais as equipes da Polícia Federal aprenderam documentos e um computador da cerealista. Os materiais apreendidos devem passar por uma análise da equipe de perícia técnica da PF, em Campo Grande, para depois serem anexados ao inquérito policial. O empresário também foi encaminhado até a delegacia da Polícia Federal em Dourados, onde prestou depoimento e logo em seguida foi liberado.

Segundo Galloni, a denúncia contra a empresa foi apresentada no início do ano. Entretanto, o inquérito para apurar o possível esquema de sonegação fiscal na cerealista foi aberto em maio deste ano. A PF analisou documentos da Receita Federal e do fisco estadual. “O próximo passo é a análise destes documentos apreendidos na empresa. Só após este trabalho da perícia que será definido as próximas etapas da investigação”, falou.

O delegado disse ainda que no momento ainda não é possível estimar o valor supostamente sonegado pela cerealista Comércio de Cereais Laranja Lima. A empresa está fechada desde o início deste ano e já teria até declarado Estado de falência, devido às supostas dívidas com produtores rurais da região.

Holterman foi procurado pela reportagem do Diário MS para prestar informações sobre o caso. Entretanto, um funcionário informou que o empresário está viajando e só retorna a região na segunda-feira.

Leia Também

OLIMPÍADA 2024
Atletas de MS terão bolsas de até R$ 7 mil para competir nos jogos olímpicos
LIÇÕES DA BÍBLIA
Estudo adicional
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra 15.609 casos e 373 mortes em 24 horas
ESTAVA DESAPARECIDO
Corpo de pescador é encontrado dentro de jacaré
LIÇÕES DA BÍBLIA
O principal mandamento
BAIXARAM A GUARDA
Covid-19: Brasil registra 390 mortes e 12,9 mil casos em 24 horas
LIÇÕES DA BÍBLIA
Se me amam, guardarão os Meus mandamentos
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Funtrab está com 655 vagas para indígenas interessados em trabalhar em lavouras de maçã em SC e RS
ALERTA TEMPORAIS
Chance de Tempestades (La Ninã) no final do ano é de 87%, aponta atualização do NOAA
LIÇÕES DA BÍBLIA
Ele nos amou primeiro