Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 17 de outubro de 2021
Busca
Brasil

PF aponta que Delúbio desviou R$ 15 mi da Saúde

29 Ago 2006 - 07h09
A Polícia Federal apontou, em relatório sobre a Operação Vampiro, que o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares comandava parte do esquema de fraudes em licitações no Ministério da Saúde. Segundo o documento, que reproduz conversas telefônicas gravadas com autorização judicial, o grupo de Delúbio "efetivamente alcançou, aproximadamente, R$ 15 milhões com o esquema". Outro braço da fraude seria ligado ao ex-ministro Humberto Costa, segundo o jornal Folha de S. Paulo.

O relatório foi encaminhado ao Ministério Público no dia 15 de agosto. Numa das gravações, afirma o relatório, aparecem os lobistas Eduardo Passos Pedrosa e Laerte de Arruda Correa. Ambos estão entre os 17 empresários e servidores que foram presos pela PF em maio de 2004, como resultado da Operação Vampiro. Segundo outro preso na operação, o lobista Francisco Danúbio Honorato, Laerte teria autorização de Delúbio para arrecadar recursos para os petistas na campanha presidencial de 2002.

A Operação Vampiro investigou denúncias de fraudes em licitação para compra de hemoderivados -medicamentos para hemofílicos- no Ministério da Saúde. Na época, a investigação foi feita a pedido do próprio ministério, depois de receber uma denúncia de uma empresa do setor.

O relatório registra que as fraudes já ocorriam durante o governo de Fernando Henrique Cardoso. Na lista de indiciados estão os empresários Platão Fischer Puhler e Edilamar Gonçalves, ex-funcionários do Ministério da Saúde durante o governo FHC.

Estranheza
Delúbio Soares afirmou, em depoimento à Polícia Federal em junho, que "causa estranheza" o fato de analistas das conversas telefônicas usadas nas investigações terem chegado à conclusão de que termos como "Deo, Dê, Chefe e Delio" se referiam a ele. Delúbio negou que tivesse montado qualquer estratégia no ministério para arrecadar verbas para o partido.

Delúbio disse ainda à PF que foi apresentado ao lobista Laerte Correa Júnior por um representante do setor farmacêutico, mas que nunca autorizou-o a falar em seu nome.

O ex-ministro Humberto Costa negou que Delúbio tivesse poderes no ministério e disse desconhecer a atuação de Correa em arrecadação para o PT.

Leia Também

LIÇÕES DA BÍBLIA
Amar a Deus
LIÇÕES DA BÍBLIA
Ame o Senhor, seu Deus
BRASIL VERDE
Governadores avançam na criação de consórcio em defesa do desenvolvimento sustentável
LIÇÕES DA BÍBLIA
Estudo adicional
LIÇÕES DA BÍBLIA
Outras imagens
LIÇÕES DA BÍBLIA
Seu povo especial
REVOLTANTE
Vanessa, de 18 anos, é atropelada e morre após reagir a assédio
LIÇÕES DA BÍBLIA
O livro da aliança
PAVOROSO
Acumulador de lixo transforma rua de cidade modelo em paraíso das ratazanas
JOGOS MORTAIS
Escola envia carta aos pais alertando sobre a série 'round 6'