Menu
SADER_FULL
sábado, 15 de maio de 2021
Busca
Brasil

Petróleo fecha pela 1ª vez acima de US$ 47

18 Ago 2004 - 17h04

Os preços futuros do petróleo negociados em Nova York fecharam acima dos US$ 47 por barril pela primeira vez na história dos contratos nesta quarta-feira, depois que o governo dos Estados Unidos informou que os estoques da commodity diminuíram muito na semana passada, em linha com a expectativa do mercado, disseram analistas.

O mercado continuou preocupado com a questão do abastecimento e possíveis interrupções da exportação no Iraque, mesmo após o líder xiita, Moqtada al-Sadr, ter concordado na quarta-feira em desarmar seus militantes e deixar Najaf após chegar a uma trégua com os fuzileiros navais dos EUA.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) tentou acalmar os mercados prometendo operar bem acima da demanda, mas operadores não acreditam em uma melhora imediata na escalada de preços.

"A principal questão ainda são os recordes de preços do petróleo, e vai ser necessário mais do que um relatório semanal para esfriar o mercado", disse Jim Ritterbusch, presidente do Ritterbusch and Associates.

Em Nova York, o contrato com entrega em setembro fechou com ganho de US$ 0,52, alta de 1,11%, a US$ 47,27 o barril, após ter atingido novo recorde de US$ 47,45 durante a sessão. Desde o fim de junho, o petróleo negociado em Nova York teve aumento de US$ 10,35, equivalente a uma alta de 28%.

"Continuamos acreditando que compras especulativas elevarão os preços até US$ 50", disseram analistas da Refco.

Em Londres, o petróleo tipo Brent com entrega em outubro teve aumento de US$ 0,04, alta de 0,09%, encerrando a US$ 43,03 o barril.

A Administração de Informação de Energia informou que os estoques de petróleo diminuíram em 1,3 milhão de barris, para 293 milhões na semana passada. Já o estoque de gasolina caiu em 2,6 milhões de barris.

O contrato de gasolina para setembro também encerrou em baixa, sendo cotado a US$ 1,2980 o galão.

 

Invertia

Deixe seu Comentário

Leia Também

SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada