Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 6 de julho de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Petróleo em NY encerra em US$ 45,50, maior fechamento da his

12 Ago 2004 - 17h51

Os preços do petróleo fecharam em nova alta recorde nesta quinta-feira, durante o pregão e também no encerramento dos negócios, à medida que o exército norte-americano procurava acabar com uma rebelião na cidade sagrada iraquiana de Najaf, uma atitude que os militantes xiitas prometeram revidar com ataques a oleodutos.

Os contratos futuros de petróleo em Nova York encerraram nesta quinta-feira com alta de 1,56%, a US$ 45,50 o barril, o maior fechamento da história, com operadores preocupados com interrupções de oferta por conta dos problemas no Iraque.

Em Londres, o petróleo tipo Brent teve pico de US$ 42,56 e fechou a US$ 42,29 o barril, um ganho de 1,73%.

"A preocupação mais imediata permanece sendo o Iraque, onde a perspectiva de problemas políticos e econômicos parece estar aumentando", disse Paul Horsnell, do banco Barclays Capital.

O exército dos EUA lançou uma ofensiva em Najaf na quinta-feira para encontrar militantes leais ao líder xiita islâmico Moqtada al-Sadr. O líder vem ameaçando explodir oleodutos iraquianos caso as forças norte-americanas decidissem invadir a cidade sagrada.

Um ataque no final da segunda-feira já havia cortado o carregamento de dois terminais no Golfo - responsáveis por quase toda a exportação do país - para 960 mil barris por dia, quando o normal é 1,9 milhões de barris. Autoridades iraquianas confirmaram que tinham reaberto os oleodutos e que iriam reiniciar por completo as exportações na terça-feira.

O temor de que a alta demanda de petróleo tenha deixado pouco espaço para eventuais problemas na oferta já adicionaram 19%, ou US$ 7, ao barril de petróleo cru desde o final de junho.

Outro fator que esquentou o mercado de petróleo foi a divulgação na quarta-feira de uma diminuição do estoque da commodity nos EUA, de 4,3 milhões de barris, para 294,3 milhões de barris na semana passada.

Além disso, cerca de 25% da produção de petróleo do Golfo do México foi interrompida na véspera devido a uma tempestade tropical e os funcionários só voltarão para as plataformas na quinta-feira.

 

Invertia

Deixe seu Comentário

Leia Também

PRESIDENTE NA LINHA
Bolsonaro está com sintomas de covid-19 e aguarda resultado de exame
CICLONE BOMBA
Efeitos do Ciclone: mais de 12 mil residências ainda estão sem energia elétrica
LIVE
Mulher de Porchat não foi a única: veja outros casos de nudez em lives
ECONOMIA
Nova gasolina a partir de agosto; combustível será mais caro, mas deixará veículos mais econômicos
SOS EDUCAÇÃO
Sem computador e sem dinheiro, alunos de baixa renda desistem do Enem
ENTREVISTA NO SBT
Roberto Cabrini traz entrevista exclusiva com Frederick Wassef nesta segunda
100 AULAS
Ensino Público vive "apagão" na pandemia com alunos sem acesso às aulas on-line
BRASIL - 64.909 MORTES
País soma 1.604.683 casos confirmados de Covid-19 e 64.909 mortes pela doença.
VACINA CONTRA COVID-19
Dose da vacina contra a Covid-19 poderá custar R$ 22
APLICATIVO - TECNOLOGIA
Como a Binomo Funciona no Modo App Em 130 Países, Inclusive para Residentes Brasileiros